Inflamação Crónica

Objectivos

·      Identificar os principais desafios que se colocam hoje na área da inflamação. Pretende-se transmitir uma visão integrada das principais vias e mecanismos moleculares associados à Inflamação e a sua implicação, em modelos de saúde e doença, em diferentes sistemas;

·      A Inflamação perspetivada como um processo dinâmico e relevante nas diferentes etapas de processos fisiopatológicos visando a reparação/ regeneração dos sistemas;

·      Conhecer o potencial do processo inflamatório no desenvolvimento de medidas preventivas e no desenvolvimento de novas terapêuticas que ao serem aplicadas promoverão o envelhecimento saudável e a qualidade de vida das populações;

·      Estimular a investigação científica nesta área através da formulação de hipóteses cientificamente válidas, passíveis de serem testadas para posterior análise crítica e integração dos resultados obtidos no conhecimento atual;

·      Desenvolvimento do plano de investigação exequível, com identificação de oportunidades e riscos associados.

Caracterização geral

Código

121005

Créditos

3

Professor responsável

Professor Doutor Fernando Manuel Pimentel dos Santos

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Portuguese

Pré-requisitos

 

Bibliografia

Os docentes/investigadores participantes facultarão a bibliografia recomendada previamente ao início da UC. É recomendado, que a bibliografia consista em artigos científicos que deverão constituir a base das aulas teórico-práticas e workshops, devendo encontrar-se disponíveis na internet em bases de dados apropriadas. Procurar-se-á em cada edição do curso fornecer a informação científica mais recente. Os estudantes serão estimulados a partilhar notas e informação sobre a Unidade Curricular.

Método de ensino

A concretização dos objetivos da Unidade Curricular faz-se através de aulas teórico-práticas e workshops, sobre cada um dos temas.

O método de eleição para aquisição de conhecimento e o desenvolvimento de aptidões e competências assenta assim, na apresentação da própria experiência do docente e na discussão de artigos científicos previamente selecionados.

Privilegia-se, sempre que possível e apropriado, modelos que envolvam a participação dos estudantes e que assentem na discussão crítica dos artigos científicos representativos dos diferentes conteúdos programáticos. Cada tópico deverá ter como corolário a colocação de questões pertinentes sobre o mesmo, favorecendo a elaboração de hipóteses científicas.

Método de avaliação

A avaliação envolverá duas componentes: apresentação e discussão crítica de um artigo científico (40%), elaboração escrita de um sumário de uma proposta de projeto de investigação ou de um trabalho temático (60%).

Conteúdo

1. Inflamação, mecanismos e implicações

- Inflamassoma

- Endótelio

- Miofibroblasto, fibrose e regeneração tecidular

- Subpopulações macrofágicas, fibrose e regeneração tecidular

2. Inflamação e Sistema Músculo-Esquelético

- Artrite Reumatoide e Espondilartrites como modelos de doença infamatória

- Novas vias fisiopatológicas com interesse no diagnóstico e terapêutica

- A imagem no diagnóstico precoce e monitorização terapêutica

3. Inflamação e Sistema Nervoso

- Inflamação e Doenças Neurodegenerativas

- Inflamação e Isquemia

4. Inflamação e Olho

- A inflamação e imunidade ocular

- Inflamação e repercussões em diferentes segmentos oculares (conjuntiva, uvea, esclera)

5. Inflamação e Aterosclerose

- Inflamação e imunidade na progressão e terapêutica da Aterosclerose

- Lípidos e lipoproteínas e Aterosclerose

6. Inflamação e Nutrição

- Microbiota e inflamação

- Componentes alimentares (ex. ácidos gordos, eicosanoides, polifenóis, xenoestrogénios) e inflamação

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: