Medicina (Estágio parcelar)

Objectivos

Este é o primeiro Estágio em que o Aluno deverá assumir autonomia e responsabilidade progressivas, desempenhando tarefas exigentes e muitas vezes indispensáveis à equipe clínica onde foi inserido. Objetivos Genéricos:1- Aquisição pelos Alunos das competências teóricas e práticas avançadas e autonomia nas áreas de Medicina Interna e Especialidades Médicas, incluindo diagnóstico e terapêutica. 2- No final da frequência de Disciplina os Alunos devem estar habilitados para, de forma autónoma, avaliar, diagnosticar e prescrever as medidas terapêuticas, ou outras, para as situações clínicas, frequentes e raras, de maior gravidade existentes em Portugal, bem como referenciar apropriadamente as situações clínicas que o requeiram. 3- Os alunos devem estar igualmente habilitados a identificar e hierarquizar as situações clínicas de maior emergência para o doente e que requeiram a transferência emergente para áreas de diagnóstico e terapêutica altamente diferenciadas.

Caracterização geral

Código

11144

Créditos

9

Professor responsável

Prof. Doutor Fernando Nolasco

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

 

Bibliografia

Harrison´s Textbook of Medicine

Método de ensino

O Estágio Clínico de Medicina Interna decorre durante 8 semanas consecutivas, período no qual os alunos estão colocados num Serviço de Medicina Interna, tomando contacto com toda a patologia aí presente, e bem assim como as diversas tarefas diárias do médico interno, incluindo Consultas externas e Urgência Externa.  A formação durante o Estágio será do tipo tutorial, com o aluno estagiário a ser incorporado nas diversas equipes médicas, e adstrito a um Tutor ou Orientador, na proporção de 1 aluno/1 Docente.

Ao longo do Estágio serão realizados 6 Seminários na Faculdade de Ciências Médicas, e 6 aulas teórico práticas

Método de avaliação

No final do Estágio será atribuída uma classificação baseada no trabalho clínico desenvolvido, na progressão verificada e na realização e discussão de histórias, na discussão de casos clínicos, na apresentação de um trabalho de grupo, e na discussão do relatório de estágio com os seus Tutores. Na ausência de aproveitamento será necessária a realização de uma prova clínica eliminatória.

Conteúdo

Aplicação dos conhecimentos, gestos e atitudes adquiridos, desenvolvendo autossuficiência e capacidades de atuação e liderança para: - interrogatório e observação. - Pedido de exames auxiliares e sua interpretação. - Propor exames complexos, incluindo invasivos. - Diagnóstico das situações clínicas mais prevalentes - identificar e prescrever terapêuticas apropriadas. - Referenciar doentes a outras áreas. - Elaborar diários clínicos, notas de alta e transferência. - Transmitir aos doentes, familiares e membros da equipe clínica as orientações e decisões. - Desenvolver a capacidade de comunicação com doentes, colegas e outros profissionais, - adquirir as capacidades para trabalho em equipe, bem como à sua futura liderança. - Adquirir autonomia na organização Hospitalar. - Identificar e hierarquizar as situações de emergência médica, e iniciar medidas de reanimação. - Desenvolver capacidade de exposição de situações clínicas complexas. - Desenvolver a abordagem de doentes em fim de vida.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: