Carcinogénese - alterações moleculares e celulares subjacentes

Objectivos

Compreensão de mecanismos moleculares e celulares subjacentes a carcinogénese e progressão tumoral.

Aquisição de conhecimento teórico e prático de técnicas de biologia molecular e análise citológica e histológica.

Iniciação dos alunos na prática da investigação fundamental e translacional em oncobiologia.

Avaliação de dados e elaboração das experiencias com rigor cientifico.

Aquisição de competências no âmbito da comunicação científica.

 

Caracterização geral

Código

1091010

Créditos

5

Professor responsável

Jacinta Serpa

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Inglês

Pré-requisitos

 

Bibliografia

 

Método de ensino

A UCO decorrerá sob o modelo de aulas:

Teóricas - abordagem dos temas que constam no "conteúdo programático" da UCO;

Teórico-Práticas - apresentação de trabalhos desenvolvidos pelos alunos no âmbito da UCO;

Práticas - desenvolvimento de trabalho experimental, sempre que possível os alunos irão contactar com profissionais que desenvolvem a sua atividade em temas que serão abordados na UCO.

 

Método de avaliação

Apresentação e discussão de um artigo científico (20%);

Apresentação e discussão do trabalho prático (30%);

Exame escrito (50%).

 

Conteúdo

Alterações genéticas (mutações pontuais e estruturais no DNA) e epigenéticas envolvidas na etiologia e/ou progressão do cancro, dando principal enfase a fisiopatologia e a morfologia das lesões associadas.

Predisposição genética para o cancro - genes de susceptibilidade

Vias de sinalização que se encontram predominantemente alteradas no cancro, nomeadamente a via WNT, MAPK e PI3K.

Vias metabólicas que se encontram predominantemente alteradas no cancro, nomeadamente glicólise aeróbia e anaeróbia e respiração oxidativa, gluconeogenése, oxidação e síntese de ácidos gordos e colesterol.

Repercussão do conhecimento das alterações moleculares no diagnóstico e na terapêutica em cancro.

Nas aulas serão evidenciados vários modelos, nomeadamente os carcinomas da tiroide, da mama, do ovário, do colon, do estomago e tumores hematológicos.

Realização de trabalho experimental in vitro com utilização de linhas celulares e algumas técnicas de biologia molecular:

Pesquisa de mutações genéticas.

Avaliação da metilação do DNA e da acetilação de Histona 3 e 4.

Ensaios de regulação de promotores, utilizando o gene repórter da luciferase.

Avaliação de níveis de expressão de citocinas.

Avaliação da expressão de enzimas e transportadores de membrana plasmática e mitocondrial que desempenham um papel importante nos processos metabólicos.

 

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: