Competências para comunicação científica

Objectivos

Sendo a comunicação uma parte fundamental da atividade de investigação, esta disciplina tem como objetivos promover conhecimentos e competências do estudante, em particular para que este possa:

- Conhecer as bases teóricas de comunicação e de como estas se aplicam à atividade de investigação

- Treinar os formatos clássicos de comunicação entre pares

- Aprofundar o conhecimento sobre o processo de publicação científica e de avaliação entre pares

- Desenvolver aptidões de escrita científica em inglês

- Desenvolver capacidades colaborativas relevantes no âmbito de equipas científicas e multidisciplinares

- Desenvolver uma visão das estratégias de evolução na carreira científica e afins

- Compreender e contextualizar os aspetos chave da comunicação entre cientistas e outros grupos profissionais ou sociais.

Caracterização geral

Código

1061008

Créditos

3

Professor responsável

Gabriela Araújo Silva

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Inglês

Pré-requisitos

 

Bibliografia

• Divan A (2009) Communicating skills for the biosciences - A graduate guide. Oxford University Press Inc., New York.

• Doumont J (2010) ed. English Communication for Scientists. Cambridge, MA: NPG Education.

• Fraser J, Fuller, L and Hutber, G (2009) Creating effective conference abstracts and posters in Biomedicine. Radcliffe Publishing Ltd, UK.

• Fraser J and R. Cave R (2004) Presenting in Biomedicine. Radcliffe Publishing Ltd, UK.

• Hess GR, Tosney K and Liegel L (2010). Creating Effective Poster Presentations. In http://www.ncsu.edu/project/posters

• Johnson AM. (2011) Charting a course for a successful research career. A Guide for Early Career Researchers, 2nd Edition, Elsevier, USA.

• Sutcliffe H. (2012) A report on Responsible Research & Innovation. Prepared for DG Research and Innovation, Europe.

Método de ensino

Sessões teóricas irão fornecer as bases conceptuais da comunicação em contexto científico. Os docentes desta disciplina são profissionais conceituados que irão, adicionalmente, treinar os estudantes nas diferentes vertentes de comunicação. Esta componente prática irá partir das experiências prévias dos estudantes. Por exemplo: análise de performances anteriores, nas disciplinas do primeiro ano, para treinar apresentações em público; os exercícios de escrita irão basear-se, sempre que possível, nos projectos de doutoramento dos próprios estudantes; sessões de brainstorming (Que competências a desenvolver no PhD? O que melhorar nas minhas performances de comunicação?) e de "role play" (ex, analisar expectativas nas relações interpessoais num grupo de investigação) irão chamar os estudantes a um papel ativo na abordagem dos temas.

Método de avaliação

A avaliação será feita através dos exercícios práticos (75% da nota) e a participação do estudante nas discussões das sessões teóricas (25% da nota).

Conteúdo

Os conteúdos programáticos são:

O que é comunicação? Ferramentas teóricas

Ter algo a comunicar: Do "Lab book" à tese de doutoramento (Gestão de resultados e projetos científicos)

Formatos clássico de comunicação entre a comunidade científica

O processo de revisão por pares

Elaboração de posters científicos, preparação de apresentações orais e seminários, e de artigos científicos

Relações interpessoais em ciência (Relação orientador-doutorando, o papel do tutor, "networking" eficaz)

Escrita científica: escrita eficaz e persuasiva para a investigação científica

Como construir e manipular corretamente imagens e esquemas científicos

Comunicando-se a si próprio: construção de cvs e de reputação online

Comunicar o impacto e o investimento da/na ciência

Comunicação estratégica em ciência: perspetivas individual e institucional

A ciência nas agendas pública e política

Para que serve um doutoramento? Gestão e planificação de carreiras de base científica.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: