Medicina Translacional

Objectivos

A Medicina Translacional é definida como a investigação científica que agiliza a tradução das descobertas cientificas em práticas para melhorar a saúde humana e o seu bem-estar. A Medicina Translacional transforma então, explora e converte, descobertas científicas resultantes de investigação básica e clínica ou de estudos populacionais em aplicações clínicas, tendo em vista potenciar os instrumentos de diagnóstico, monitorização e tratamento de determinada patologia. No final desta unidade pretende-se que os alunos tenham adquirido conhecimentos e competências em todo o arco de desenvolvimento da Medicina Translacional.

Caracterização geral

Código

1061014

Créditos

3

Professor responsável

Maria Paula Borges de Lemos Macedo

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Inglês

Pré-requisitos

 

Bibliografia

• Principles of Translational Science in Medicine. From Bench to Bedside. Edited by: Martin Wehling, Ruprecht-Karls-Universität Heidelberg, Germany, 2010.

• Translational Medicine: The Future of Therapy? Edited by: James Mittra; Christopher-Paul Milne by Pan Stanford Publishing, 2013.

• Translational Medicine: Strategies and Statistics Methods. Dennis Comatos and Shein-Chung Chow (eds) 1st edition, CRC Press, 2008

• Randomized Clinical Trials: Design, Practice, and Reporting. David Machin, Peter M. Fayers; 2010, Willey-

Blackwell.

• EATRIS, a European initiative to boost translational biomedical research; Guus AMS van Dongen, Anton E Ussi3, Frank H de Man, Giovanni Migliaccio; Am J Nucl Med Mol Imaging 2013;3(2):166-174.

Método de ensino

Esta Unidade baseia-se em breves introduções teóricas, destinadas a contextualizar os campos de conhecimento a explorar, que serão aprofundadas pelo aluno através da discussão. Estas discussões poderão ser complementadas com a análise crítica pelo aluno de artigos de medicina translacional.

A aprendizagem transdisciplinar e translacional será acompanhada de forma tutorial, em que os alunos serão divididos em 3-4 grupos, com um tutor/grupo, em que o docente/investigador sénior terá disponibilidade e capacidade de partilha de conhecimentos e crítica construtiva. Assim espera-se facilitar o desenvolvimento do aluno na área da Medicina Translacional.

Método de avaliação

A avaliação é feita através de exame final, a valer 50% da nota final, sendo o restante obtido através da avaliação da participação do aluno e da sua capacidade de discussão (15%), apresentação e discussão de artigos científicos (15%), capacidade de aplicação dos conhecimentos adquiridos em investigação translacional (20%).

Conteúdo

-Fundamentos de Medicina Translacional

-Da clínica à bancada e de volta à clínica

-Desenho de Ensaios Clínicos:

Assuntos Regulamentares: boas práticas clínicas e patentes.

Ética: casos para discussão.

Metodologia: estatística, aleatorização, testes e análises comuns.

Planeamento: protocolo, registos, autorizações e gestão de projeto.

Condução: recrutamento de centros e doentes, monitorização, dados.

Fecho: relatórios e aprovação de um novo medicamento ou dispositivo.

-Parcerias entre Investigação Académica e Industria no desenvolvimento de fármacos

-A descoberta moderna de biomarcadores: as estratégias "ómicas"

-Histórias de Medicina Translacional (estudo de casos)

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: