Metodologias em Ciências Musicais - 1. semestre

Objectivos

a) Fornecer instrumentos conceptuais e metodológicos, e desenvolver competências críticas de alto nível nos domínios da Musicologia Histórica e da Etnomusicologia;
b) Promover linhas de orientação bibliográfica/documental e desenvolver capacidades de obtenção e utilização de informação actualizada e cientificamente relevante nestes domínios;
c) Desenvolver capacidades de conceptualização, problematização e elaboração em qualquer domínio da investigação musicológica, numa perspectiva aberta à interdisciplinaridade, em correlação com as temáticas da dissertação de doutoramento e áreas de interesse específicas do aluno;
d) Desenvolver capacidades de expressão oral e escrita orientadas pelos padrões de clareza e rigor da comunicação académica internacional;
e) Dar a conhecer em profundidade algumas das tendências contemporâneas mais relevantes no âmbito da investigação em Musicologia.

Caracterização geral

Código

73202100

Créditos

10

Professor responsável

Manuel Pedro Ferreira

Horas

Semanais - 2

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Nota: É exigido um excelente domínio do Inglês escrito.

Bibliografia

Barz, G. & T. J. Cooley (Eds.) (2008). Shadows in the Field: New Perspectives for Fieldwork in Ethnomusicology. Oxford: OUP.
Clayton, M., T. Herbert & R. Middleton (Eds.) (2012). The Cultural Study of Music. New York: Routledge.
Cook, N. & M. Everist (Eds.) (2001). Rethinking Music. Oxford: OUP.
Goehr, L. (2007). The Imaginary Museum of Musical Works: An Essay in the Philosophy of Music. Oxford: OUP.
Hooper, G. (2006). The Discourse of Musicology. Aldershot: Ashgate.
Kramer, L. (1995). Classical Music and Postmodern Knowledge. Berkeley: UCP.
Monelle, R. (2000). The Sense of Music: Semiotic Essays. Princeton: PUP.
Nettl, B. (2006). The Study of Ethnomusicology: Thirty-One Issues and Concepts. Urbana: University of Illinois Press.
Small, C. (1998). Musicking: The Meanings of Performing and Listening. Hanover: University Press of New England.
Williams, A. (2001). Constructing Musicology. Farnham: Ashgate.
Zbikowski, L. (2002). Conceptualizing Music. New York: OUP.

Método de ensino

30% de aulas teóricas e 70% de práticas. As aulas práticas realizam-se a partir de apresentações orais pelos alunos dos seus trabalhos individuais, e da subsequente discussão em grupo, incluindo a participação regular de especialistas convidados (conforme as áreas de investigação relevantes).

Método de avaliação

A avaliação incide sobre as apresentações orais e a qualidade da participação na discussão (30%), e pelo menos um trabalho escrito aprofundado sobre um tópico relevante para o projecto de dissertação ou área de investigação do aluno (70%).





Conteúdo

A definir em cada ano em função das áreas de investigação específica dos alunos, em correlação com o programa alargado de leituras estabelecido no início do semestre.
Típicos temas para discussão incluem os seguintes:
Obtenção e gestão de informação na musicologia contemporânea
O que é a \"nova musicologia\" e o que é que vem depois?
A conceptualização da música
Questões de cânon, valor e ideologia
A escrita da historiografia musical
Problemas da edição crítica musical
Modelos analíticos e seus usos
A interpretação historicamente informada: os debates sobre a autenticidade
A etnomusicologia entre representação e experiência
Novas perspectivas sobre o trabalho de campo: a evolução do papel do etnomusicólogo
Musicologia e diferença
A ética do trabalho musicológico

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: