Seminário de Especialidade em Ciências Musicais Históricas - 2. semestre

Objectivos

a) conhecimento estético avançado sobre a experiência da obra musical, nos diversos planos da sua fenomenologia e da sua concretização audível na performance. Esta compreensão é adaptada à especificidade do projecto de dissertação do doutorando, sendo determinante para o seu aprofundamento;

b) domínio de abordagens filosóficas, conceptuais e metodológicas para compreensão aprofundada dos diversos relacionamentos entre música e palavra; interpelação de questões relevantes nestes domínios.
c) compreensão do acto performativo enquanto subida à visibilidade da obra e lugar de múltiplas escolhas; sensibilidade estética em relação à força evocadora e ao mundo arquetípico da obra musical;
corporeidade e gesto musical.
d) apreensão de processos intertextuais no plano poético, musical e pictórico entre obras afins dentro de um contexto historico-cultural;
e) aptidões de comunicação oral e escrita na área de especialização, orientada por padrões académicos de excelência; concepção e execução de uma pesquisa original, bem sustentada e fecunda no plano intelectual e artístico.

Caracterização geral

Código

73202102

Créditos

10

Professor responsável

Paulo Ferreira de Castro

Horas

Semanais - 2

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Capacidade de leitura em inglês, italiano e francês

Bibliografia

Geral/ General:
Temática A
Brelet, G.( 1951). L’interprétation créatrice. Essai sur l’exécution musicale. Paris: PUF.
Dufrenne,M. (1967). Phénoménologie de l’expérience esthétique. Paris: PUF.
Herr, S. (2009). Geste de la voix et theâtre du corps. Paris: L’Harmattan.
Langer, S.(1957). “Dynamic Image”, Expressiveness”, “Living Form”, in Problems of Art. New York: Scribner’s Sons.
Renaud,I.(1985). Communication et expression chez Merleau-Ponty. Lisboa: UNL.

Temática B
Barthes, R.(1982). “Écoute”; “Le grain de la voix”; “La musique, la voix, la langue”, in Le in L’obvie et l’obtus. Essais critiques III. Paris: Seuil.
Bernac, P. (1978). “The interpretation of French mélodies”, in The Interpretation of French Song. New York: The Norton Library.
Bergeron, K.(2010). “L’Art de dire, or Language in Performance”, in Voice Lessons. French mélodie in the Belle Époque. Oxford: OUP.
Kramer, L.(2002). “Signs taken for Wonders. Word, Music and Performativity”, in
Word and Music Studies, eds. S. Lodato, W. Bernhart. Amsterdam: Rodopi, 4.
Prieto,E. (2002). “Metaphor and Methodology in Word and Music Studies”, in Word and Music Studies, eds. S. Lodato, W.Bernhart. Amsterdam: Rodopi, 4.










Método de ensino

50% de exposição teórica e 50% de trabalho prático. Sessões práticas: apresentações de análises poético-musicais e de comentários a textos teóricos e críticos relativos aos dois módulos, seguida de sua discussão colectiva. Se possível, estes trabalhos são adaptados ao perfil dos doutorandos e ao âmbito do seu projecto de tese. Audição e crítica comparativa de performances da mesma obra. Orientação sobre metodologias do discurso sobre o gesto performativo a partir de apresentações em vídeo e CD, sobretudo nos domínios do piano, voz, violoncelo, direcção orquestral e coral.

Método de avaliação

Avaliação individual. Presença assídua é essencial. Qualidade e maturidade académica das apresentações orais e da participação na discussão são determinantes (tudo 60%). Um ensaio escrito, sobre um tópico do interesse do doutorando, dentro do programa proposto, ou análogo (40%).

Conteúdo

Módulo A – “ A performance musical: encontros com a obra. Dimensões estéticas, expressivas, comunicativas ”

1. A experiência estética: corpo, consciência e tempo vivido; eloquência dos materiais e percepção; forma expressiva e inauguração de mundo; o acontecimento inefável: encontro imediato com as dimensões expressivas da obra; apreensão das suas categorias estéticas; acordo das faculdades; interpretação dos valores estéticos; o sonho criador.

2. A performance musical como gesto e subida à visibilidade da obra; intimidade e expansão; a comunidade possível;
3. Abordagem fenomenológica do gesto musical em performance a partir de videos: Hélène Grimaud, Yuja Wang, Sakamoto, Pedro Burmester, Mário Laginha, Jessye Norman, Fischer-Dieskau, Yo Yo Ma, Sergiu Celibidache, Simon Rattle, Thomas Hengelbrock, Michel Corboz, Lorenzo Viotti

Módulo B - “Palavra e música: mimesis, correspondência, evocação, tensão”
1. Abordagem interdisciplinar aprofundada de música vocal e instrumental com referências literárias ou míticas. Análises sustentadas no plano teórico, historico-filosóficos, arquetípico e expressivo;
2. Interpretação aprofundada de dois mitos e de suas adaptações intermediais: Gluck, Orphée et Eurydice de Gluck, ópera dansada (Pina Bausch, Thomas Hengelbrock, Ballet de l’Opéra National de Paris) e Debussy, Sirènes ( Esa Pekka-Salonen, Los Angeles Philarmonia);
3.Estudos avançados dos horizontes estéticos, literários, expressivos do repertório;
 conceitos ligados a diferentes representações dos relacionamentos possíveis entre palavra e música
4.A inefabilidade da música e o discurso sobre música. Aprofundamento dos conceitos: transposição, analogia, correspondência, afinidade, metáfora.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: