Seminário de Especialidade em Filosofia Moral e Política - 2. semestre

Objectivos

a) Adquirir a capacidade de análise no campo da filosofia moral e política, tendo em conta as correntes actuais do pensamento nestas matérias
b) Adquirir a capacidade de articular as relações entre a praxis ética e a praxis política, respeitando as exigências do diálogo e da tolerância
c) Poder apresentar um projecto de investigação nestas matérias, tendo em conta as condições de exequibilidade da investigação
d) Mostrar a capacidade de intervir em atividades de extensão universitária no campo da reflexão sobre a ética e a política

Caracterização geral

Código

73203106

Créditos

10

Professor responsável

Giovanni Damele

Horas

Semanais - 2

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável.

Bibliografia

Habermas, J. (1992). Strukturwandel der Oeffentichkeit, Newwied: Hermann Luchterhand Verlag; transl. by Burger, T. The Structural Transformation of the Pubic Sphere. Cambridge: Polity Press,
Koselleck, R. (1969). Kritik und Krise. Freiburg: Verlag Karl Albert.
Moynihan, D. P. (1998). Secrecy, New Haven & London: Yale University Press.
Platão (2008). O Político, trad. de Carmen Isabel Soares, Lisboa: Círculo de Leitores/Temas e Debates .
Richelieu (2008). Testamento Político. Trad. de Carlos Leone, Lisboa: Círculo de Leitores.
Schmitt, C. (1998). Catolicismo romano e forma política. Trad.de Alexandre Franco de Sá. Lisboa: Hugin Editores.
Sennett, R. (1978). The Fall of Public Man. London: Penguin Books.

Método de ensino

O curso recorre predominantemente a dois tipos de atividades, repartidas por dois momentos da aula. Durante a primeira hora, haverá uma exposição teórica dos conteúdos, seguida de formulação de questões pelos alunos e debate alargado sobre os pontos apresentados. Na segunda parte da aula, haverá lugar para a leitura, interpretação e análise dos textos em que se baseou a exposição de conteúdos.

Método de avaliação

A avaliação tem por base a elaboração de um trabalho previsamente proposto ao docente e por este orientado (80%). A frequência e participação nas aulas será também tida em conta (20%).

Conteúdo

O seminário tem como tema a transparência e os seus limites. Partindo da concepção iluminista da transparência, enquanto valor estruturante da vida pública segundo a razão e, por conseguinte, requisito para uma verdadeira república, o programa irá centrar-se na discussão do segredo como elemento da chamada «razão de estado». Procurar-se-á, deste modo, evidenciar o eixo transparência-segredo como antítese insuperável na essência do político, em torno da qual se estruturam os vários tipos de possível organização de um agregado.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: