Seminário de Especialidade em Linguística Geral - 1. semestre

Objectivos

Objetivos gerais: No final deste seminário os estudantes devem ser capazes de a) equacionar de forma sustentada os desafios que são postos atualmente no estudo da línguística; b) desenvolver, com base em bibliografia atual, percursos de investigação conducentes à realização de uma dissertação de doutoramento num dos domínios que integram este seminário; c) dominar de forma adequada terminologias e metodologias específicas, de acordo com os modelos relevantes para as diferentes áreas que integram este seminário; desenvolver de forma adequada relações de interface entre 2 domínios diferentes.
Nota: Anualmente, e tendo em conta os diferentes Módulos programáticos propostos neste seminário, serão feitos ajustamentos às temáticas e definidos objetivos específicos, de acordo com o percurso desenhado para um determinado perfil entre o tutor(a) e o/a estudante.

Caracterização geral

Código

73213104

Créditos

10

Professor responsável

Alexandra Fiéis, Helena Topa Valentim

Horas

Semanais - 2

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não há

Bibliografia

M1: Maddieson, I. (2010). Typology of Phonological Systems. In Song, J. J. (Ed.). The Oxford Handbook of Linguistic Typology. Oxford: OUP. | Prince, A. (2002). Anything goes. In Honma, T., M. Okazaki, T. Tabata, & S. Tanaka (Eds.). New century of phonology and phonological theory (pp. 66–90). Tokyo: Kaitakusha.
M2: Haspelmath, M. & A. D. Sim (2010). Understanding Morphology. London: Hodder Education (2nd ed.) | Lieber, R. & Š. Pavol (Eds.). (2014). The Oxford Handbook of Derivational Morphology. Oxford: OUP.
M3: Biberauer, T., A. Holmberg; I. Roberts & M. Sheehan (Eds.) (2014). Parametric variation: null subjects in minimalist theory. Cambridge: CUP. | Roberts, I. (Ed.) (2017). The Oxford Handbook of Universal Grammar. Oxford: OUP.
M4: Abbott, B. (2010). Reference. Oxford: OUP. | Evans, N. (2011). Semantic typology. In Song, J. J. (Ed.). The Oxford Handbook of Linguistic Typology. Oxford: OUP.

Método de ensino

As sessões funcionarão em regime de Seminário alternando-se a exposição de tópicos do programa com a apresentação e discussão de textos, e a análise de casos de estudo. Os estudantes serão convidados a participar, de forma ativa, em conferências, congressos, workshops que se realizem nas áreas específicas que desenvolvem neste seminário.

Método de avaliação

Método de avaliação:
Duas recensões críticas (1 texto por módulo temático - 30% ou, em alternativa, 1 recensão crítica 15% numa das áreas e o relatório da participação num congresso/conferência, ... relevante para a outra área – 15% ); 1 artigo científico sobre um tema /problema a definir (60%); participação nos seminários (10%).

Conteúdo

M1. Novos desafios em Fonologia: 1. Modelos representacionais em Fonologia: a. Geometria de traços; b. Teoria da Otimidade; c. Gramática harmónica; 2.Tipologias em Fonologia: a. Segmental (fonotática, frequência e padrões segmentais); b.Supra-segmental (padrões prosódicos: sílabas, ritmo, entoação).
M2. Novos desafios em Morfologia: 1. Diferentes línguas, diferentes morfologias: a. línguas analíticas, sintéticas e isolantes; b. pluralização de nomes; 2. Novas formações com elementos neo-clássicos: a. elementos neo-clássicos: radicais, afixóides ou afixos?; b. fronteiras entre morfologia derivacional e composição.
M3. Novos desafios em Sintaxe: 1. Tipologia de pronomes: propriedades universais e particulares; 2. Sujeitos nulos: a. O estatuto de pro; b. O papel da concordância.
M4. Novos desafios em Semântica: 1. Sentido e significação - modelos e paradigmas na análise semântica; 2. A construção da referência: inteface entre semântica e pragmática; 3. TMA - uma perspetiva tipológica.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: