Arqueologia Moderna - 2. semestre

Objectivos

1. Conhecer testemunhos arqueológicos encontrados em contexto histórico-cultural, no actual espaço português e dos territórios ocupados pelos Portugueses, entre os séculos XVI e XVIII: estruturas e espólios autóctones, bem como os importados de Espanha, Itália, Flandres, Índia, Ceilão, China e Japão.
2. Adquirir conhecimentos sobre os testemunhos arqueológicos em Portugal, entre os séculos XVI e XVIII, no contexto da evolução histórica e cultural.
3. Ter conhecimentos sobre a estruturação de centros urbanos, métodos e técnicas de fortificação tal como de espólios ligados ao quotidiano e aos comportamentos sócio-religiosos, entre os séculos XVI-XVIII

Caracterização geral

Código

711051003

Créditos

6

Professor responsável

Rosa Varela Gomes

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não se aplica

Bibliografia

- Gomes, M.V. e Gomes, R.V. 1995, Cerâmicas dos séculos XV e XVII da Praça Cristóvão Colombo no Funchal, in Actas das 2as Jornadas de Cerâmica Medieval e Pós-Medieval, Métodos e Resultados para o seu Estudo. Tondela: Câmara Municipal de Tondela, 315-348.
- Mesquita García, M., (Coord.) 2002, La Cerámica de Paterna – Reflejos del Mediterráneo, Museo de Belas Artes de Valencia, 422 pp., Valencia.
- Korf, D., 1962, Nederlands Majolica, Vitgeversmaatschappij C.A.J. Van Disshoech, 111 pp., 157 figs, Bussum.- Pais, A. N.; Pacheco, A.; Coroado, J. 2007, Cerâmica de Coimbra. Do século XVI-XX. Coimbra: Edições Inapa.
- Yeo, S.T., e Martin, J., 1978, Chinese Blue & White Ceramics, Arts Orientalis, 315 pp., 198 ests, Singapura.

Método de ensino

Aulas teóricas acompanhadas por informação audiovisual. Aulas práticas com materiais arqueológicos. Visitas de estudo a museus e a escavações arqueológicas.

Método de avaliação

Realização de duas provas escritas, com 20 valores de cotação cada uma. Consideram-se aprovados os alunos que obtiverem média igual ou superior a 10 valores.

Conteúdo

1.Introdução
1.1.Arqueologia Moderna, História Moderna e História da Arte Moderna.
1.2.A especificidade das técnicas e métodos de escavação tal como do registo. Recuperação, estudo e conservação dos testemunhos.
1.3.Os pioneiros da Arqueologia Moderna em Portugal.
2.Urbanismo e Arquitectura
2.1.Do crescimento orgânico ao planeamento.
2.2.Articulação funcional dos espaços no interior dos núcleos urbanos (séculos XV-XVI e XVII-XVIII). As grandes praças.
2.3.Templos e conventos.
2.4.Casas e palácios.
2.5.A arte da guerra – sistemas defensivos e armamento.
2.6.O espaço rural.
2.7.As necrópoles.
3.Cultura material
3.1.Armamento.
3.2.Cerâmicas (séculos XVI e XVII-XVIII) – Novas técnicas de fabrico, formas e temáticas decorativas. As produções autóctones.
3.3.As faianças importadas de Espanha (Andaluzia, Valência, Catalunha e Aragão), Itália (Veneza, Deruta, Faenza, Cafaggiolo, etc...), Alemanha (Raeren, Siegburg, etc...), Holanda (Delf).
3.4.A porcelana chinesa.
3.5.A faiança portuguesa - sua difusão transcontinental.
3.6.Os vidros – principais centros produtores.
3.7.Espólios metálicos, de madeira ou de osso.




Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: