História da Música - da Antiguidade a 1300 - 2. semestre

Objectivos

a) Adquirir conhecimentos sobre os aspectos mais relevantes da música documentada mais antiga, até c. 1300;

b) Ser capaz de apreciar a dimensão histórica da produção artística e as questões que esta levanta;

c) Estar consciente das grandes linhas de evolução da música no período estudado;

d) Ser capaz de ouvir e valorizar de forma adequada uma selecção de obras musicais deste período;
e) Ganhar autonomia para aprofundamento bibliográfico actualizado dos assuntos focados.

Caracterização geral

Código

711021023

Créditos

6

Professor responsável

Manuel Pedro Ferreira

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável

Bibliografia

Duffin, R. W. (Ed.) (2000). A Performer´s Guide to Medieval Music. Bloomington: Indiana University Press.
Hoppin, R. H. (1978). Medieval Music. New York: W. W. Norton. Trad. esp.: (2000). La música medieval. Madrid: Alianza.
Jones, C. et al. (1978). The Study of Liturgy. New York: Oxford University Press.
Manniche, L. (1991). Music and musicians in ancient Egypt. London: British Museum Press.
Mathiesen, T. (1999). Apollo´s Lyre. Greek Music and Music Theory in Antiquity and the Middle Ages. Lincoln: University of Nebraska Press.
Michels, U. (1977). Atlas zur Musik, 2 vols. München: Deutscher Taschenbuch Verlag. Trad. port.: (2003, 2007). Atlas de Música, 2 vols. Lisboa: Gradiva, 2000. Consulta pontual.
Sadie, S. & Tyrrell J. (Eds.) (2001). The New Grove Dictionary of Music and Musicians. Oxford: Oxford University Press. Consulta pontual.
West, M. L. (1992). Ancient Greek Music. Oxford: Clarendon Press.

Método de ensino

60% de exposição teórica e 40% de apresentação prática de casos. Recurso a exemplos musicais gravados, comentados oralmente. Recursos bibliográficos complementares em linha (plataforma Moodle), periodicamente aludidos.

Método de avaliação

A avaliação consiste em dois testes escritos, no meio e no final do semestre (abarcando cada um cerca de metade do programa) e num trabalho facultativo sobre um tema à escolha do aluno. Os testes têm o peso de 50%. No caso de o aluno optar por fazer também um trabalho escrito, os três elementos de avaliação terão o mesmo peso.

Conteúdo

A Música na Mesopotâmia e no Egipto. A Música Greco-Latina (ritmo e pés métricos, géneros tetracordais, notação musical, etc.). Panorâmica da evolução histórica da música litúrgica no espaço mediterrânico. A notação musical na Idade Média no Oriente e no Ocidente (tradições teóricas, a origem dos neumas ocidentais e dos signos bizantinos, variação regional). A expansão da estrutura litúrgico-musical no Ocidente: sequências e tropos. O drama litúrgico. A canção latina (escolásticos e goliardos). O movimento trovadoresco europeu em línguas d´oc e d´ouïl e o seu correlato germânico. A polifonia primitiva. A polifonia aquitana e o Códice Calixtino. A \"Escola\" parisiense de Notre-Dame. O motete. Notações mensurais. Trovadores galego-portugueses. As Cantigas de Santa Maria no contexto da cultura ibérica.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: