Collegium Musicum 2 - 2. semestre

Objectivos

Fomentar e manter explícita a ligação entre a música prática e a musicologia teórica; demonstrar, na teoria e na prática, que a performance e a interpretação se devem apoiar na análise musical e no conhecimento dos contextos histórico-sociais e das correntes estilísticas; analisar, discutir e experimentar diferentes aproximações estilísticas na interpretação musical, com a devida fundamentação teórica; estimular na prática a qualidade e a exigência na performance musical, através da musicalidade, da vivacidade e da exploração máxima das possibilidades interpretativas; estudar aspetos da interpretação musical, através da audição e da comparação crítica de concertos e gravações; estimular e desenvolver o espírito crítico na apreciação da interpretação musical; estabelecer critérios de performance-interpretação; adquirir conhecimentos sobre grandes marcos da interpretação e os seus principais protagonistas.

Caracterização geral

Código

711021088

Créditos

3

Professor responsável

Paulo Fernando Vassalo Neves Lourenço

Horas

Semanais - 2

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Bibliografia

COOK, Nicholas, Music, performance, meaning: Selected Essays, Cambridge, Cambridge University Press, 2007
COOK, Nicholas, Rethinking music, Cambridge, Cambridge University Press, 1999
DONINGTON, Robert, The Interpretation of Music, London, Faber, 1989
HARNONCOURT, Nikolaus, Le Discours Musical, Paris, Galimard, 1982
RINK, John, The practice of performance: Studies in musical interpretation, Cambridge, Cambridge University Press, 1995
HILL, Peter, “From score to sound”, in Rink, John (ed.), Musical Performance – a Guide to Understanding, Cambridge, Cambridge University Press, 2002
PINNOCK, Trevor, “Reflexions of a “pioneer”” in Rink, John (ed.), Musical Performance – a Guide to Understanding, Cambridge, Cambridge University Press, 2002
TARUSKIN, Richard, Text ans Act: Essays on Music and Performance, Oxford, Oxford University Press, 1995

Método de ensino

Sendo os objectivos desta unidade curricular a ligação entre a musicologia teórica e a música prática, em termos analíticos, históricos, sociais e estilísticos, cada aula procura fazê-lo de facto, ensaiando pequenas obras musicais de várias épocas, géneros e estilos, e fazendo-o com uma abordagem que nunca perde de vista os aspectos teóricos mais pertinentes. As audições críticas de obras musicais e as obras ensaiadas relacionam-se entre si, tão intimamente quanto possível.

Método de avaliação

Unidade curricular sem exame; avaliação baseada em vários testes, realização de pequenos ensaios críticos sobre interpretação e avaliação contínua.

Conteúdo

Prática em conjunto de obras vocais /instrumentais, estabelecendo relações entre a interpretação e a análise musical (estrutura global, organização harmónica, desenho melódico, etc.) e entre a interpretação e o contexto histórico-social / correntes estilísticas. Idealmente serão trabalhadas obras dos períodos renascentista, barroco, clássico e romântico, e dos séculos XX e XXI. A sua escolha está dependente do número de alunos e da sua prévia experiência vocal, coral e instrumental. Autenticidade e personalidade: um diálogo entre a musicologia histórica e a aproximação pessoal. Estilos: fatores de definição; os principais estilos; os nacionalismos; os estilos pessoais. Introdução ao estudo da interpretação musical, através da audição crítica comparada de versões distintas de uma mesma obra, segundo critérios de performance - interpretação previamente estabelecidos. Assistência a ensaios e concertos. Preparação e realização de um projeto conjunto, a definir em cada ano letivo.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: