História do Teatro - 2. semestre

Objectivos

Em «História do Teatro» privilegia-se um aprofundamento científico dos textos e práticas de escrita dos autores
dramáticos abordados. Pretende-se enriquecer a formação de base dos estudantes levando-os a melhor compreender
as heranças e descontinuidades que se constituem como tradição literária, exibir a sua relevância e actualidade. Será
fomentada a leitura dos originais, complementada com a discussão das várias perspectivas oferecidas pela bibliografia
de apoio segundo a metodologia dos Estudos Literários e Teatrais. O aluno alcançará:
a) Uma visão de conjunto sobre as manifestações do teatro antigo clássico e português;
b) Saber reconhecer a especificidade e características do texto dramático;
b) Identificar a complexidade do espaço cénico e problemas inerentes a uma representação teatral;

Caracterização geral

Código

711091132

Créditos

6

Professor responsável

Helena Barbas

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português-Inglês

Pré-requisitos

Não aplicável.

Bibliografia

Barbas, Helena. «Almeida Garrett o Trovador Moderno». Salamandra, Lisboa. 1995.
Borie, Monique, et al. «Estética Teatral – Textos de Platão a Brecht - antologia teórica». Trad. Helena Barbas. Fundação
Calouste Gulbenkian, Lisboa. 2009 (3ª.)
Mollinari, Cesare. «História do Teatro». Trad. Sandra Escobar. Edições 70, Lisboa. 2010.
Picchio, Luciana Stegagno. «História do Teatro Português». Portugália Editora, Lisboa. 1964.
Romilly, Jacqueline de. «A Tragédia Grega». Trad. Leonor Santa-Bárbara. Edições 70, Lisboa. 2008.
Homepage: http://www.helenabarbas.net/aulas/

Método de ensino

Aulas expositivas com recurso a meios audio-visuais (60%), aulas práticas de discussão e análise de textos orais e escritos, apresentação e discussão de trabalhos individuais (40%).

Método de avaliação

a) Uma recensão crítica/comentário (até 4.500 car./3 págs.) a um dos textos teóricos da bibliografia (15%);
b) Duas críticas a espectáculos teatrais (até 3.000 car./2 págs.) a combinar com a docente (15%);
c) Um trabalho de fundo/Monografia orientada (9.000 caracteres/6 págs.) sobre tema a ser proposto (50%);
d) Apresentação oral do trabalho de fundo c/ ppt e intervenções nas aulas (20%);
Havendo exame, este fará média (50%) com a nota dos trabalhos agendados (50%) para a classificação final.

Conteúdo

Sagrado e Profano nas Origens do Teatro
1. O Drama Grego – A «Poética» (335 a.C.) de Aristóteles e o «Rei Édipo» (429 a.C) de Sófocles
1.1 - Tragédias: «Prometeu Agrilhoado» (472 a.C.) de Ésquilo; «Antígona» (441 a.C.) de Sófocles
1.2 - Comédia: «As Núvens» (423 a. C.) de Aristófanes
2. Primeiras Representações Nacionais – Gil Vicente
2.1 - «O Auto do Vaqueiro» (1502)
2.2 - «Auto da Barca do Inferno» (1517)
2.3 - «Pranto de Maria Parda» (1522)
2.4 - «As Cortes de Júpiter» (1521)
3. Almeida Garrett e a Refundação do Teatro Português
3.1 - Tragédia: «Frei Luis de Sousa» (1843)
3.2 - Comédias: «Um Auto de Gil Vicente» (1838); «Falar Verdade a Mentir» (1846); «As Profecias do Bandarra» (1848)
4. Heranças e Releituras Modernas
4.1 - Prometeu como figuração da modernidade - «Frankenstein» de Mary Shelley; «Prometheus» (filme, 2012) de
Riddley Scott
4.2 - «Antígona» de Sófocles (2019), Teatro Nacional D. Maria II, encenação de Mónica Garnel; «Antigone» (filme, 2019)
de Sophie Deraspe

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: