Filosofia Política - 1. semestre

Objectivos

1. Oferecer aos alunos a rede de conceitos fundamentais da filosofia política.
2. Familiarizar os alunos com os mais importantes clássicos da tradição da filosofia política.
3. Estimular a discussão acerca de temas actuais e relevantes no âmbito da filosofia política.

Caracterização geral

Código

711031053

Créditos

6

Professor responsável

Giovanni Damele

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português sem apoio tutorial em LE

Pré-requisitos

Não aplicável.

Bibliografia

Bellamy, R. (1987). Modern Italian Social Theory. Oxford: Blackwell (Chaps.: 2. \"Vilfredo Pareto\", 3. \"Gaetano Mosca\", 7. \"Antonio Gramsci\")
Burnham, J. (1943). The Machiavellians: Defenders of Freedom. New York: The John Day Company.
Schumpeter, J.A. (2003 [1943]). Capitalism, Socialism and Democracy. London & New York: Routledge. (Part IV: \"Socialism and Democracy\")

Os textos analisados nas aulas serão indicados pelo docente, quando possível em versão portuguesa.

Só para os alunos participantes no seminário:
Maquiavel, N. (2008 [1532]). O Príncipe. Lisboa: Temas e Debates

Método de ensino

Aulas de índole teórica, de exposição dos tópicos fundamentais do programa (75%), combinadas com aulas práticas de discussão de textos previamente seleccionados (25%).
Ensino presencial.


Método de avaliação

A avaliação compreende um teste intermédio (20%), uma tarefa escrita individual (30%), a resolução de um teste final (50%).
Consoante o interesse dos alunos (mín. 3), será possível organizar um seminário de leitura do Príncipe de Maquiavel. A participação no seminário substitui a tarefa escrita individual.

Conteúdo

Os «maquiavélicos»: elite, massa e poder na filosofia política contemporânea.
1. Prelúdio: “grandi” e “popolo”, “palazzo” e “piazza”; massa e elites em Maquiavel
2. Os elitistas clássicos (Mosca, Pareto, Michels)
3. Intermezzo I: psicologia das massas (Le Bon, Tarde, Freud)
4. Teoria das elites e praxis revolucionária (Lenin, Gramsci)
5. Intermezzo II: massa e poder (Canetti, Ortega y Gasset)
6. Teoria das elites e liberal-democracia (Salvemini, Schumpeter)
7. As críticas à teoria das elites.
8. Desafios e leituras contemporâneas