Filosofia Medieval - 2. semestre

Objectivos

1) Adquirir conhecimento básico de figuras relevantes do pensamento filosófico medieval.
2) Adquirir a capacidade de ler e interpretar alguns textos filosóficos fundamentais do período medieval.
3) Adquirir a capacidade básica de situar conceitos, concepções metodológicas e posições doutrinais no contexto histórico a que pertencem.
4) Analisar alguns dos problemas filosóficos mais básicos e importantes da época estudada.
5) Reconhecer a relevância que o estudo da filosofia medieval pode ter para a compreensão de algumas questões filosóficas atuais.
6) Comparar as análises medievais e modernas de problemáticas afins.
7) Ser capaz de uma leitura crítica do período histórico-filosófico medieval, reconhecendo os seus contributos para a formação da mentalidade, cultura e filosofia europeias.


Caracterização geral

Código

711031060

Créditos

6

Professor responsável

Nuno da Rosa Ferro

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não tem

Bibliografia

S. AGUSTÍN, (2004), Confissões, Imprensa Nacional.
S. AGUSTÍN, (2009), Obras Filosóficas, Madrid: BAC.
S. AGUSTÍN, (2007), De Trinitate/Da Trindade, Lisboa, Paulinas
S. AGUSTÍN, (2006), A Cidade de Deus, Lisboa, Gulbenkian.
References to Letters, Sermons, and other works are given during the course.



Método de ensino

Curso de natureza teórico-prática. A metodologia usada combina o exame teórico dos problemas e a interpretação de textos. Análise e comentário dos textos em causa.

.

Método de avaliação

Avaliação: avaliação individual; frequência obrigatória (100%)

Conteúdo

S. Agostinho: o processo de identificação do humano
Análise de estruturas fundamentais do humano.
O saber natural do conceito \\"homem\\" e o \\"inquietum cor\\" como momento originário da nossa condição.
A noção de disposição.
A \\"natureza\\" do humano como desejo.
A revelação da situação humana na possibilidade da morte.
A natureza totalmente formal da compreensão do humano.
\\"Nisi credideritis, non intelligetis\\": esclarecimento formal da sua estrutura.
A \\"noção\\" de imago Dei.
Conclusão: Descrição, sentido e possibilidade de sentido no processo de identificação do humano.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: