Paleografia e Diplomática

Objectivos

1. Compreender a evolução da escrita em Portugal entre os séculos XIII e XVIII;
2. Adquirir capacidade de ler diversas tipologias documentais manuscritas, de entre as mais comuns produzidas em
Portugal entre c. 1200 e c. 1800;
3. Dominar as técnicas de transcrição de documentação manuscrita;
4. Classificar, sumariar e apresentar os diferentes tipos de documentação, de acordo com regras científicas;
5. Desenvolver capacidade de investigar, utilizando fontes manuscritas do período medieval e moderno

Caracterização geral

Código

711051107

Créditos

6

Professor responsável

A disponibilizar brevemente

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não se aplica

Bibliografia

- Álbum de Paleografia / Selecção de documentos e transcrição de João José Alves DIAS. Lisboa, 2007 [no prelo].
- MARQUES, A. H. de Oliveira, «Paleografia». Dicionário de História de Portugal, dirig. por Joel SERRÃO, (1ª ed., vol. 3, Lisboa, Iniciativas Editoriais, 1968, pp. 292-298), nova ed., vol. IV, Porto, Figueirinhas Editores, 1992, p.528-534.
- Coelho, Maria Helena da CRUZ, A Diplomática em Portugal, Balanço e Estado Actual, Coimbra, ed. do autor, 1992.
- MARQUES, A. H. de Oliveira, Diplomática. Separata do Dicionário de História de Portugal, dirig. por Joel SERRÃO, (1ª ed., vol. 1, Lisboa, Iniciativas Editoriais, 1963, pp. 823-828), nova ed., vol. II, Porto, Figueirinhas Editores, 1992, p.309-314.
- NUNES, Eduardo Alexandre Borges, Abreviaturas Paleograficas Portuguesas, Lisboa, Faculdade de Letras, 1981.

Método de ensino

As aulas têm um carácter teórico-prático. Para além de algumas aulas magistrais destinadas a transmitir os conteúdos
teóricos, a aprendizagem dos alunos assenta sobretudo em exercícios de carácter prático, realizados na aula e que
contemplam a leitura colectiva e transcrição de várias tipologias documentais, com a supervisão da docente.

Método de avaliação

A avaliação contempla duas provas escritas: um teste (com a ponderação de 60% na nota final) e um trabalho de
transcrição individual (com a ponderação de 40% da nota final).

Conteúdo

1. Conceitos e noções teóricas
Conceito e objecto da Paleografia. Carácter científico e prático da disciplina de Paleografia. A evolução da escrita.
Cronologias. Critérios de transcrição. Apresentação do documento transcrito.
2. Leitura e transcrição de documentos (séculos XIII a XVIII)
Distribuição por séculos:
XIII - 1 documento
XIV - 5 documentos
XV - 6 documentos
XVI - 7 documentos
XVII - 7 documentos
XVIII -2 documentos
(os textos são escolhidos entre os diversos temas e tipos de documentos históricos, reflectindo, tanto quanto possível,
variadas letras, com particular incidência nos tipos cursivos).

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: