História da Arte da Antiguidade Clássica e Tardia em Portugal - 1. semestre

Objectivos

- Analisar e compreender a aplicabilidade dos conceitos da Arte da Antiguidade Clássica e Antiguidade Tardia, bem como da Alta Idade Média ao território actualmente português.
- Identificar e compreender as principais realizações artísticas produzidas durante os séculos II a X no actual território português.
- Perceber a relação entre estas realizações artísticas e a arte produzida noutras geografias e em Idênticas cronologias;
- Conhecer as principais problematizações historiográficas sobre os conceitos definidores de épocas e de “estilos” desde a Antiguidade Clássica (romano) e Tardia (paleocristão), passando pelo Altimedieval (Suevo, Visigótico e Moçárabe) e arte da expansão territorial cristã (asturiana e Leonesa) em território português.
.


Caracterização geral

Código

711061047

Créditos

6

Professor responsável

-- Docente a contratar --, Carla Varela Fernandes

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português-Espanhol

Pré-requisitos

Não aplicável.

Bibliografia

GONÇALVES, L.J.R., Escultura romana em Portugal. Uma arte do quotidiano, Studia Lusitana II, 2 Vols., Museo Nacional de Arte Romano, Mérida, 2007
MACIEL, M. J., A Época Clássica e a Antiguidade Tardia, in História da Arte Portuguesa (Dir. Paulo Pereira), Lisboa: Círculo de Leitores, 1995, pp. 76-149.
MACIEL, M. J., Antiguidade Tardia e Paleocristianismo em Portugal, Lisboa, 1996.
McCLENDON, C. B., The Origins of Medieval Architecture. Building in Europe 600-900
AD. New Haven – London, 2005.
ALMEIDA, Carlos Alberto Ferreira de, “Arte da Alta Idade\", História da Arte em Portugal, vol.2, Lisboa, Alfa, 1986
FERNANDES, Paulo Almeida, “Velhos e novos materiais da expansão asturiana e leonesa no ocidente peninsular entre os rios Douro e Mondego. (Muitas) hipóteses hipóteses e (poucas) conclusões”, Arqueología y Territorio Medieval, n.º 24, Jaén, Universidad de Jaén, 2017, pp.11-54
IDEM, “Sinais de vitalidade cristã sob domínio islâmico: a diocese moçárabe”, 2018, pp.61-84



Método de ensino

O método de ensino baseia-se em aulas teóricas com a apresentação de conteúdos
por parte da professora e aulas práticas, com a participação ativa dos estudantes, com a preparação previa de temas que serão apresentados/discutidos na sala de aula ou nos locais onde as obras de arte se encontram, fomentando, assim a participação ativa e dinâmica dos alunos.

Método de avaliação

A avaliação far-se-á com base em três elementos de avaliação:
1. Trabalho inserido no Projeto #Medieval Portugal (25%)
2. Teste (50%)
3. Participação ativa na aula e no fórum virtual de discussão da plataforma
Moodle, sendo este um elemento de avaliação contínua ao longo de todo o
DAEQ.MD.05.01: Ficha de Unidade Curricular (25%)





Conteúdo

Promover o conhecimento do simultâneo devir histórico e artístico sem limites estanques e sem rupturas definitivas, permitindo a compreensão das continuidades e descontinuidades entre a Antiguidade e a Idade Média.
I PARTE: Arte dos séculos II a.C a II d.C
II PARTE: Arte dos séculos III a VIII
III PARTE: Arte dos séculos IX e X
O final de um tempo: as destruições de Almançor

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: