Arte no Século XVIII Global

Objectivos

Esta UC é uma introdução à riqueza do ‘longo século XVIII’ nas suas dimensões globais. Os alunos, através da sua familiarização com a bibliografia relevante, terão que identificar os vários estilos do séc. XVIII (rococo, neoclassicismo), compreender diferenças entre países, impérios e geografias, identificar as mudanças que trouxe o século das Luzes na prática artística e teórica (tal como a crítica da arte, as exposições públicas, o alargamento do comércio das gravuras), e aplicar várias teorias e metodologias (relativamente à raça e género; a história da arte global; circulações artísticas e transferências no mundo transatlântico etc.). As componentes práticas da UC (exposição virtual ou visita guiada, organizadas pelos alunos) têm como objectivo motivar os alunos para a comunicação dos seus conhecimentos junto ao público, tal como ressaltar a importância das novas tecnologias para a história da arte.

Caracterização geral

Código

711061059

Créditos

6

Professor responsável

A disponibilizar brevemente

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português-Inglês

Pré-requisitos

Bibliografia

Boime, A., Art in an Age of Revolution 1750-1800, Univ. of Chicago Press, 1987.
Carrera, Magali M., Imagining Identity in New Spain. Race, Lineage and the Colonial Body in Portraiture and Casta Paintings, Univ. of Texas Press, 2003.
Craske, Matthew, Art in Europe 1700-1830, Oxford University Press, 1997.
Crow, Thomas E., Painters and public life in eighteenth-century Paris, Yale Univ. Press, 1985.
Delaforce, A., Art and Patronage in Eighteenth-Century Portugal, Cambridge Univ. Press, 2002.
Findlen, P., W. W. Roworth and C. M. Sama, Italy´s Eighteenth Century: Gender and Culture in the Age of the Grand Tour, California: Stanford University Press, 2009.
Quilley, G. and K. Dian Kriz eds., An economy of colour. Visual Culture and the Atlantic World 1660-1830, Manchester University Press, 2003.
Solkin, David H., Art in Britain 1660–1815, New Haven and London: Yale University Press, 2015.
William Hodges 1744-1797: The Art of Exploration, exh. cat., Yale University Press, 2004.

Método de ensino

As aulas combinam aspectos teoréticos e práticos. Leituras seleccionadas serão obrigatórias, com frequência semanal, com o objectivo de debater os conceitos e obras relevantes na aula e, ocasionalmente, de apresentar pequenos textos escritos sobre essas mesmas leituras. As actividades práticas incluem uma escolha entre duas opções: a organização de uma exposição virtual sobre um dos aspectos do século XVIII analisados durante a UC, com a utilização de \"social media\" (tal como tumblr, pinterest etc.) ou uma visita guiada no museu, também organizada pelos alunos. Para acompanhar o curso, os alunos deverão ter um conhecimento suficiente do inglês, dado que grande parte da literatura é escrita na língua inglesa.
NOTA: A disciplina poderá ser leccionada em inglês.

Método de avaliação

A avaliação da disciplina poderá incluir 3 elementos:
Participação 30 %
Organização de exposição virtual ou visita guiada 40 %
Teste final 30 %

Conteúdo

1. O conceito do ´longo´ século XVIII.
2. Grand Tour: Artistas, coleccionadores e mecenas estrangeiros na Itália.
3. João V Magnífico: Arte e encomenda real em Portugal 1706-1750.
4. França I: Crítica da arte, os ´Salons´ e o novo espaço público das exposições.
5. França II: Rococo como ´vício privado´, Neoclassicismo como ´virtude pública´.
6. Da Guerra de Sete Anos à Revolução Americana: Arte ao serviço da nação.
7. A Academia das Artes Imperial: Arte na Rússia do séc. XVIII.
8. Arte na Espanha e América Latina durante o século XVIII.
9. Arte e Império Britânico: Pintura e Domínio Colonial na Índia.
10. Arte e exploração: Das viagens do Capitão Cook às ilustrações científicas de história natural.
11. Gravura, comércio e a génese da pintura de história nacional.
12. Revoluções transatlânticas, de Paris à São Domingos: Arte, raça e política.
13. Teoria e prática artística em Portugal, c. 1750-1823.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: