Comunidades e Dinâmicas Sociais - 2. semestre

Objectivos

1. Definir os conceitos principais da cadeira;
2. Reconhecer a renovação da conceitualização e teorização das comunidades enquanto redes sociais e espaços de sociabilidade e socialização;
3. Refletir sobre os quadros teóricos de referência dos estudos sociológicos de comunidade;
4. Comunicar, de modo rigoroso, resultados de trabalhos sociológicos que tomam as comunidades enquanto objeto de investigação sociológico;
5. Problematizar sobre as comunidades atuais, quer as localmente circunscritas, quer as desterritorializadas, a partir dos quadros teóricos abordados.

Caracterização geral

Código

711081054

Créditos

6

Professor responsável

Maria Margarida Marques, Paula Reis

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português sem apoio tutorial em LE

Pré-requisitos

Os alunos devem ter completado 48 unidades de crédito ECTS.

Bibliografia

BELL, Colin and NEWBY, Howard, Community Studies. An Introduction to the Sociology of the Local Community. Bóston, George Allen & Unwin, 1971.
BRINT, Steven. Gemeinschaft Revisited: A Critique and Reconstruction of the Community Concept. Sociological Theory 19(1), pp.1-23.2001
CASTELLS, Manuel. A era da informação (Vol.1): A sociedade em rede. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2000.
COHEN, Anthony P., The Symbolic Construction of Community, London, Routledge, 2007.
DELANTY, Gerard, Community, London, Routledge, 2003.
PUTNAM, Robert D., Bowling Alone. The Collapse and Revival of American Community. New York, Simon & Schuster Paperbacks, 2000.
NISBET, Rober. The sociological tradition. New York : Basic Books, 1993.
TÖNNIES, Ferdinand, Community and Society, New York, Dover Publications, 1957.
WELLMAN, Barry, Networks in the Global Village. Life in Contemporary Communities. Oxford, Westview Press, 1999.

Método de ensino

Aulas de exposição teórica e sessões práticas. Cada aula teórica expõe os conceitos e enquadramentos teóricos fundamentais. As aulas práticas trabalham a compreensão, discussão e expressão oral e escrita. São organizadas em torno de material pedagógico relevante para o tópico em questão, seja visionamento de excertos de filmes/ documentários ou discussão e esquematização de argumentos/ resultados de textos selecionados, previamente lidos pelos estudantes e com apoio do docente. Algumas aulas práticas servem para o acompanhamento aos ensaios de problematização, que serão realizados em grupo fora do contexto de sala de aula.
Ensino presencial

Método de avaliação

• Avaliação contínua da participação nas aulas práticas, com entrega de trabalhos solicitados (10%);
• Elaboração de uma ficha de leitura (individual) de um texto relevante para o ensaio escrito, em grupo (15%);
• Apresentação em aula prática da pesquisa bibliográfica em curso e da problematização para o ensaio sobre um tema relevante para investigação, em grupo (20%);
• Ensaio escrito da problematização desenvolvida, em grupo, cuja elaboração será acompanhada ao longo das aulas práticas (25%);
• Teste de Frequência presencial (30%)

Conteúdo

1. Comunidade e Utopia: a tradição europeia.
2. A dicotomia comunidade-sociedade: Tönnies, Durkheim e Weber.
3. As comunidades rurais e as sociedades camponesas.
4. Comunidade e nacionalidade.
5. Comunidade e modernidade: da nostalgia da comunidade perdida à individuação da cultura cívica.
6. As comunidades urbanas: localidade, identidade e pertença. Da Escola de Chicago à Ecologia Humana, da Comunidade Verde à Sustentabilidade.
7. Comunidade e diversidade: migrações, redes e enclaves como fonte de diversidade e complexificação social e cultural.
8. Comunidades e capital social: Bowling Alone ou o declínio da ideia de comunidade na América. Tese e antítese.
9. Comunidades pessoais e redes sociais. A força dos laços fracos ou a comunidade em rede.
10. As comunidades virtuais: pertencer, comunicando.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: