História da Antropologia - 1. semestre

Objectivos

1- Conhecimento dos principais textos clássicos que marcaram o desenvolvimento da teoria antropológica: perceção do seu legado intemporal e fundador e formação de pontos de referência sólidos em torno de figuras-chave da Antropologia Moderna.
2- Análise contextualizada do desenvolvimento dos conceitos de “Cultura” e de “Sociedade” e captação das diferentes sensibilidades do discurso antropológico no período moderno até à década de 50 do séc. XX.
3- Perceção das conexões entre a teoria antropológica e os métodos e conteúdos da observação etnográfica, com ênfase histórica nos contextos norte-americanos, oceânicos e africanos.
4- Contacto direto e criação de hábitos de leitura de textos antropológicos e etnográficos do passado.
5- Identificação comparativa dos \"paradigmas\" pioneiros da Antropologia do Séc. XX e compreensão do papel referencial da História da Antropologia na identidade e na construção do saber antropológico

Caracterização geral

Código

711001030

Créditos

6

Professor responsável

Frederico Delgado Rosa

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não tem.

Bibliografia

STOCKING JR., George W.
1983 Observers observed. Essays on Ethnographic Fieldwork, Madison, Wisconsin University Press
1995 After Tylor. British Social Anthropology 1888-1951, Madison, Wisconsin University Press
ERIKSON, T.H.; NIELSON, Finn Sievert
2001 A History of Anthropology, London, Pluto Press

Método de ensino

As aulas seguem uma metodologia teórico-prática, com uma primeira componente expositiva das ideias-chaves de cada ponto curricular por parte do docente, com recurso a projeção de slides com citações e imagens selecionadas, e em modo aberto de permanente interação com os estudantes, através de questões, comentários e intervenções livres. Num segundo momento, que por vezes interpenetra a componente expositiva, os estudantes são convidados a analisar em pormenor, por meio de discussão coletiva, determinadas passagens ou outros conteúdos que permitem aprofundar a matéria sinteticamente exposta, e a realizar pequenos exercícios de análise e interpretação em grupo. Em algumas das aulas, uma terceira componente é constituída pela realização de debates sobre a matéria lecionada.

Método de avaliação

A avaliação é constituída por duas provas escritas e pela realização de pequenos exercícios em aula, sendo que os estudantes podem optar por uma modalidade alternativa de avaliação com uma prova escrita global.

Conteúdo

I - Antropologia e etnografia na era vitoriana
Comparativismo universal da Antropologia evolucionista; teoria animista de Edward Tylor; as fontes do Evolucionismo.
II - Os índios da América do Norte e a revolução boasiana
Ideias-chave de Franz Boas; o conceito de cultura de Alfred Kroeber; Ruth Benedict e os padrões de cultura; conceito de área cultural.
III - A Oceânia como laboratório antropológico Impacto da etnografia australiana de Baldwin Spencer e Francis Gillen; Escola Sociológica Francesa: Émile Durkheim e o totemismo australiano; Marcel Mauss e os sistemas de dádiva melanésios e polinésios; Bronislaw Malinowski e a etnografia do kula.
IV - África e a Antropologia Social Britânica Radcliffe-Brown e os sistemas políticos africanos; Evans-Pritchard e o caso Nuer.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: