E-textualidades

Objectivos

a. Identificar as várias reconfigurações da textualidade e, em particular, a reconfiguração da narrativa em meio electrónico.
b. Reflectir sobre os efeitos da desconstrução do género literário.
c. Analisar as práticas mais recorrentes de e-textualidades, tais como o blogue.

Caracterização geral

Código

711011061

Créditos

6

Professor responsável

A disponibilizar brevemente

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Nenhuns

Bibliografia

Bolter, Jay (1991) Writing Space: The Computer, Hypertext, and the History of Writing, Hillsdale, N.J., Lawrence Erlbaum.
Kalaga, Wojciech (1997) Nebulae of Discourse, Literary and Cultural Theory, vol. 1, Peter Lang.
Olson, R. David (1994) The World on Paper. The Conceptual and Cognitive Implications of Writing and Reading, Cambridge University Press.
Levin, Thomas Y. (2002) Rhetorics of Surveillance from Bentham to Big Brother, MIT Press.
Bouchardon, Serge (2003) «E-critures: co-constitution d’un champ, d’un dispositif et d’une communauté», Esprit critique, vol. 5, n.º 4.

Método de ensino

A metodologia de ensino é baseada no princípio da troca e da partilha da informação, tanto ao nível estritamente bibliográfico quanto da exploração das práticas hiperficcionais online. Aulas teóricas 60%, práticas 40%

Método de avaliação

Um elemento de avaliação escrita individual e presencial (frequência) sobre a generalidade dos conteúdos do programa – 25%.
Um trabalho de análise crítica sobre, por exemplo, um blogue – 25%.
Um trabalho individual que aprofunde, à escolhe do discente, um um dos temas abordados – 50%..

Conteúdo

1 - Do texto ao hipertexto
2 - Modos e géneros
3 - Elementos de poética hipertextual
4 - e-escritas: A constituição de um campo
5 - Blogues
6 - O modelo do texto ligado (Ph. Bootz)
7 - O futuro da narrativa

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: