Linguística do Texto - 2. semestre

Objectivos

Nesta unidade curricular, o principal objetivo de aprendizagem consiste em descrever a organização textual, promovendo um conhecimento explícito relevante em diferentes situações profissionais como o ensino de línguas, a edição de textos ou a redação de textos especializados (publicitários, jornalísticos, didáticos, entre outros). No final da unidade curricular, os alunos deverão ter desenvolvido as competências específicas a seguir discriminadas:
a) dominar instrumentos adequados para a descrição dos contextos de produção textual (contexto físico e contexto socio-subjetivo);
b) manipular instrumentos adequados para a descrição da arquitetura interna dos textos (infraestrutura geral, mecanismos de textualização e mecanismos de responsabilização enunciativa);
c) analisar a arquitetura interna de textos de géneros diferentes – no interior de um mesmo tipo de atividade ou associados a atividades diversificadas (publicitária, jornalística, didática, jurídica, etc.).

Caracterização geral

Código

711131061

Créditos

6

Professor responsável

Matilde Gonçalves

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não tem

Bibliografia

Adam, J.-M., 2008. A linguística textual. Introdução à análise textual dos discursos. São Paulo: Cortez Editora.
Bronckart, Jean-Paul, 2005. Os géneros de texto e os tipos de discurso como formatos das
interacções de desenvolvimento. In Menéndez, F.M. (org.). 2005. Análise do discurso. Actas do SITAD. Lisboa: Hugin, 37-80.
Coutinho, Maria Antónia, 2004. Organizadores textuais – entre língua, discurso e género. In Da língua e do discurso, ed. Oliveira, Fátima & Isabel Margarida Duarte, 283 - 298. Porto: Campo das Letras.
Marcuschi, Luiz Antônio, 2009. Linguística de Texto: O que é e como se faz? Recife: Editora Universitária da UFPE.
Miranda, Florencia, 2004. Cartas de reclamação e respostas institucionais na imprensa: acerca do género e dos mecanismos de responsabilização enunciativa. Calidoscópio 2 (2), 2004, pp. 17-24.

Método de ensino

Preveem-se aulas teóricas e práticas, a incluírem exposição, demonstração, atividades práticas, discussão conjunta e reflexão sobre os temas e conteúdos abordados. Privilegia-se a aplicação prática da teoria, a interação e a participação ativa dos alunos individualmente e em grupo, Ao longo do semestre, os estudantes desenvolverão tarefas teóricas e práticas que serão reunidas – em versões revistas e melhoradas, se for o caso – num portfólio de aprendizagem, suscetível de refletir a participação nas aulas e de dar provas de um processo de aprendizagem consistente e reflexivo.

Método de avaliação

Métodos de avaliação: teste escrito presencial (40%); elaboração de um portefólio (35%); trabalho autónomo (25%).

Conteúdo

1. Os textos como objeto de análise linguística:
1.1. Texto, textualidade e boa formação textual.
1.2. Atividades de linguagem, textos e géneros de texto; possibilidades e níveis de boa formação em textos de géneros diferentes.
2. Elementos de caracterização dos géneros
2.1. O contexto de produção textual: parâmetros do contexto físico e parâmetros do contexto socio-subjetivo; articulação entre o contexto de produção e a arquitetura geral dos textos.
2.2. A arquitetura geral dos textos:
2.2.1. Infraestrutura geral: planos de texto, tipos de discurso, sequências prototípicas e outras unidades não tipificadas.
2.2.2. Mecanismos de textualização: processos de marcação / reconhecimento de planos de texto; mecanismos de coesão nominal e verbal.
2.2.3. Mecanismos enunciativos: marcação de pontos de vista e distribuição de responsabilidades enunciativas.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: