Antropologia Filosófica - 2. semestre

Objectivos

a). Adquirir conhecimentos básicos, do ponto de vista histórico-filosófico, no âmbito da antropologia.
b). Adquirir a capacidade de identificar e compreender as principais linhas de força da tradição filosófica europeia no que diz respeito à concepção do sujeito humano.
c). Desenvolver uma atitude crítica e a capacidade de reflectir autonomamente sobre as principais questões da antropologia filosófica na actualidade.
d). Adquirir um conhecimento básico da complexidade de problemas e de áreas disciplinares que se cruzam no âmbito da antropologia filosófica.





Caracterização geral

Código

711031051

Créditos

6

Professor responsável

João Pardana Constâncio

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável.

Bibliografia

HEIDEGGER, M., Sein und Zeit, Hamburg, Max Niemeyer Verlag, 1927 (várias reimpressões)
HEIDEGGER, M., Nietzsche 1 (GA 6.1), Frankfurt a.M, Vittorio Klostermann, Max Niemeyer Verlag, 1996
HEIDEGGER, M., Nietzsche 2 (GA 6.2), Frankfurt a.M, Vittorio Klostermann, Max Niemeyer Verlag, 1996
HEIDEGGER, M., Holzwege (GA 5), Frankfurt a.M, Vittorio Klostermann, Max Niemeyer Verlag, 1977
CONSTÂNCIO, J., Arte e niilismo: Nietzsche e o enigma do mundo, Lisboa, tinta-da-china, 2013


Método de ensino

(a) A maior parte das aulas são aulas de exposição dialogada, isto é, de exposição teórica mas com espaço para perguntas e intervenção dos alunos, bem como para a leitura de passagens relevantes dos textos em análise.
(b) Algumas aulas são leccionadas no chamado regime de seminário, i.e., consistem em leitura, comentário e análise de texto (com recurso a pdf projectados por computador).
(c) Por fim, algumas aulas consistem na discussão, com os alunos, de matérias já expostas e dos problemas que elas levantam.

Método de avaliação

(a) A meio do semestre os alunos realizam uma prova de frequência que pesa 20% na avaliação final.
(b) O principal elemento de avaliação é uma segunda prova de frequência no final do semestre (70%);
(c) a assiduidade e a participação contribuem também para a nota final (10%)



Conteúdo

O curso consistirá numa reflexão sobre a concepção do humano implicada no conceito heideggeriano de Dasein. O estudo deste conceito assentará, em primeiro lugar, na análise e comentário de um dos principais textos de Heidegger sobre Nietzsche: o volume intitulado \"Nietzsche 1\". Neste volume, Heidegger questiona a concepção nietzschiana do humano (\"o animal avaliador por excelência\" etc) com base numa reflexão sobre o modo como Nietzsche modifica (mas não erradica nem supera) a concepção platónica do humano como um ser-vivo intrinsecamente constituído por uma relação com a verdade. Segundo Heidegger, só uma crítica do conceito de verdade que seja ainda mais radical do que a de Nietzsche pode conduzir a uma adequada compreensão do conceito de Dasein e, deste modo, a uma concepção do humano que rompa com a tradição o ocidental e permita pensar os temas do chamado 2º Heidegger: a crítica da tecnologia, a superação do subjectivismo moderno, o esquecimento do ser, etc.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: