Música de Câmara - 1. semestre

Objectivos

a)Saber construir uma interpretação adequada à obra musical no plano estético, retórico, expressivo, estilístico e técnico.
b)Adquirir competências analíticas, desenvolver sensibilidade musical e capacidade de conceber uma performance autónoma.
c) Saber combinar a performance individual no conjunto de câmara, em função da especificidade da obra, surpreendendo os momentos de interacção recíproca.
d)Aprender a sentir a corporeidade numa relação viva com a voz e o instrumento.
e) Adquirir aptidões de comunicação visual e gestual com os restantes membros do grupo, no momento da performance.
f) Conhecer a pronúncia e o potencial semântico, musical e expressivo das línguas em causa, bem como a sua interacção possível com o jogo instrumental.

Caracterização geral

Código

711021064

Créditos

6

Professor responsável

Maria Manuela Toscano

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português com apoio tutorial em LE

Pré-requisitos

Admissão na disciplina requer musicalidade e um domínio real do instrumento/voz equivalente ao 5º grau de um Conservatório de Música. A selecção realiza-se na primeira aula, requerendo a presença obrigatória de todos os alunos . Para essa audição o estudante deverá preparar uma peça musical à sua escolha.

Bibliografia

BERNAC, Pierre, The Interpretation of French Song, London,Norton & Company, 1976.
DONINGTON, Robert, The Interpretation of Early Music, London, Faber Ed., 1990.
FASSINA, Jean, Lettre à un jeune pianiste, Paris, Fayard, 2000.
HERR, Sophie, Geste de la voix et théâtre du corps, Paris, L’Harmattan, 2009
O‘DEA, Jane, Virtue or Virtuosity?Exploration in the Ethics of Musical Performance, London, Greenwood Press, 2000.
TRANCHEFORT, François-René, Guide de la musique de chambre, Paris, Fayard, 1989.

Método de ensino

a)Trabalho de expressão gestual e movimento no espaço, orientados pelo ideal sonoro, pela energia e plasticidade de frases musicais que apresentem dificuldades reiteradas de execução.
b)Problemas técnicos: trabalho em máxima lentidão, orientado sempre por intenções musicais e expressivas.
c)Associação de questões interpretativas com situações afins em outras obras.
d) A palavra cantada: nível semântico, fonético, rítmico e articulação Descreva os métodos de ensino
Ensino presencial

Método de avaliação

Avaliação individual na audição do conjunto de câmara no final do Semestre. Avaliação contínua, segundo os seguintes critérios: musicalidade, empenho pessoal, capacidade de trabalho e evolução positiva na preparação prévia das tarefas propostas, rapidez de resposta e capacidade de interacção musical e humana em grupo.

Conteúdo

a) Execução de peças musicais em grupos de câmara previamente preparadas pelo estudante. Repertório abrangido: do Séc. XVI ao Séc.XXI.
b) Discussão de questões relacionadas com a estética, análise, estilo e interpretação do carácter das peças executadas.
c) A corporeidade no gesto performativo como fonte de sentido musical. Enfoque nas várias naturezas do silêncio, respiração, diferenciação sonora, plasticidade e energia.
d) Organização retórica e temporal da execução, com especial enfoque no início e final de peça, transições de frases musicais, preparação de climax, respirações, silêncios.
e) Interpretação poético-musical e trabalho com a pronúncia e enunciação cantada da língua na obra vocal em causa (francesa, portuguesa, castelhana, alemã, italiana, russa).