Literaturas Francófonas - 2. semestre

Objectivos

a)Adquirir conhecimento dos debates que atravessam hoje os Estudos Francófonos
b)Ter capacidade de fazer uma leitura crítica de textos teóricos, aprendendo a integrar novos conceitos na análise das obras;
c) Ser capaz de organizar uma bibliografia na área dos Estudos Francófonos, visando uma leitura crítica de uma das obras do programa.

Caracterização geral

Código

711111108

Créditos

6

Professor responsável

Márcia Liliana Seabra Neves

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Nível médio de conhecimento da língua francesa.

Bibliografia

Bibliografia activa:
Diome, F. (2005), La préférence nationale : et autres nouvelles, 6e éd. Paris, Dakar : Présence africaine.
Jelloun, T. B. (2007). L´enfant de sable. La nuit sacrée : romans . Paris : Points.
Bibliografia passiva:
Bhabha, H. K. (1990). Nation and narration. London : Routledge.
Bessière, J. & Moura, J.- M. (dir.) (2001). Littératures postcoloniales et francophonie . Paris: Honoré Champion.
Combe, D. (2010). Les Littératures francophones. Questions, débats, polémiques . Paris: PUF.
McDonald, C. & Suleiman, S. C. (2010). French Global. New York: Columbia University Press.
Omotoso, K. (1998). Migración hacia el Sur. Barcelona: Ed. Bellaterra.
Sanches, M. R. (org.) (2005). Deslocalizar a Europa - Antropologia, Arte, Literatura e História na Pós- Colonialidade. Lisboa: Cotovia.

Método de ensino

Aulas teóricas: 60%. Aulas práticas: 40%.
Exposição teórica sobre os diferentes pontos do programa. Leitura crítica dos textos com os alunos e alunas. Orientação tutorial, tendo em vista a elaboração do trabalho de investigação.

Método de avaliação

2 testes – 60%; 1 trabalho – 30%; Assiduidade e/ou participação – 10%.
Os estudantes- trabalhadores devem entrar em contacto com a docente nas duas primeiras semanas de aulas para poderem estabelecer um programa de trabalho.

Conteúdo

1. A «Francofonia», um conceito problemático
2. Literaturas francófonas e história literária: do factor linguístico e nacional aos universos literários definidos por comunidades multiculturais e transnacionais
3. Percursos literários num mundo globalizado
3.1. O mito da «negritude»: Léopold Senghor, Aimé Césaire e Léon Damas
3.2. Peau noire, masques blancs de Franz Fanon e a desconstrução de uma «essência negra»
3.3. Literaturas pós-coloniais: Tahar Ben Jelloun (Marrocos); Fatou Diome (Senegal)