O Tempo das Mulheres - 1. semestre

Objectivos

Dominar conceitos fundamentais das teorias feministas como: mulher, feminismo, feminino, sexo, género ou identidade e reconhecer as perspectivas a eles associadas. Saber formular questões pertinentes ligadas à temática das mulheres e/ou do género, assim contribuindo para a análise da questão: o que significa ser mulher? Identificar os acontecimentos sociais e políticos que conduziram ou estiveram relacionados com a emergência dos movimentos de mulheres nos finais do século XIX e no século XX. Compreender o (s) pensamento(s) feminista(s) associado às diferentes \"vagas\" e relacioná-lo com as diferentes teorias sociais dominantes. Reconhecer as particularidades dos movimentos feministas e as rupturas introduzidas nas dinâmicas sociais dominantes.

Caracterização geral

Código

722091090

Créditos

10

Professor responsável

Zília Osório de Castro

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável

Bibliografia

BUTLER, J. (1990). Gender Trouble. Feminism and the Subversion of Identity. Londres: Routledge COLLIN, F. (1999). Le Différend des Sexes. Nantes: Éditions Pleins Feux Macedo, A. G. (org.) (2002). Género, identidade e desejo - Antologia Crítica do Feminismo Contemporâneo. Lisboa: Edições Cotovia JOAQUIM, T . & Galhardo, A. (org) (2003). Novos Olhares, Passado e Presente nos Estudos sobre as Mulheres em Portugal. Lisboa: Celta MACEDO, A.G. & Amaral, A.L. (orgs) (2005). Dicionário de Crítica Feminista. Porto: Edições Afrontamento KRISTEVA, J. (1981). \"Women´s Time\" in Catherine Belsey and Jane Moore (eds) (1997) The Feminist Reader. Essays in Gender and Politics of Literary Criticism. Londres: Macmillan Press, 201-216

Método de ensino

A diversidade de origem científica e de experiência profissional dos/das estudantes obriga a uma metodologia activa e muito participada, em que a troca de experiências vivenciais se transforma em recurso de aprendizagem. Usam-se vários textos que se distribuem previamente e que são posteriormente trabalhados em aula. Momentos expositivos intercalam com a análise de materiais (textos, ilustrações, revistas, expressões artísticas,...) que podem ser analisados em grupo ou individualmente.

Método de avaliação

A avaliação é contínua a partir de pequenos produtos construídos ou intervenções em aula e culmina na redacção de um ensaio. Posteriormente, os ensaios individuais são apresentados e discutidos na turma o que constitui um rico e diversificado momento de aprendizagem para todos/todas.

Conteúdo

Ideia de tempo e sua relação com os estudos sobre as mulheres.A aurora do feminismo europeu. Feminino e feminismo: particularidades e contextos de surgimento e de desenvolvimento, nomeadamente no Portugal do séc. XX. Movimentos sociais com maior impacto na emergência dos feminismos.Feminismos de segunda vaga: a emancipação do corpo; a libertação da palavra; Apropriação/desconstrução do(s) discurso(s) dominantes: feminismo(s) e rupturas epistemológicas Universalismo/diferencialismo/essencialismo A construção da identidade \"mulher/mulheres\" Novas tendências: estudos queer, estudos pós-coloniais, estudos sobre a identidade.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: