Música e Literatura - 2. semestre

Objectivos

1. Conhecimento crítico dos instrumentos teóricos, conceptuais e metodológicos de abordagens dos seguintes items: Lied, mélodie, canção, obras instrumentais com referências míticas.
2. Capacidade de abordagem interdisciplinar e de problematização das obras; abertura a leituras no plano estético, hermenêutico e analítico.
3. Abertura a leituras do mundo arquetípico, mítico e poético da obra.
4. Captação de cruzamentos intertextuais e interartes
nas obras em causa.
5. Compreensão dos diversos níveis de interacção/tensão expressiva entre a obra poeticomusical,
a voz e o instrumento.
6. Crítica de interpretações, fundamentada em critérios fenomenológicos, estéticos, hermenêuticos, retóricos, estilísticos, expressivos.
7. Línguas portguesa, francesa e alemã: pronúncia, mundo musical, temporal, imagético, evocatório e seus efeitosimediatos na interpretação instrumental.

Caracterização geral

Código

722021020

Créditos

10

Professor responsável

Maria Manuela Toscano

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português com apoio tutorial em LE

Pré-requisitos

É desejável um bom conhecimento de inglês e de francês escrito. Serão fornecidas traduções do alemão.

Bibliografia

Agawu, Kofi (1999). “Theory and Practice in the Analysis of the Nineteenth-Century Lied”, in Music Analysis, XI,1, pp.3- 36.
Bernac, Pierre (1978). “The interpretation of French mélodies”, in The Interpretation of French Song. New York: The Norton Library.
Bergeron, Katherine (2010). “L’Art de dire, or Language in Performance”, in Voice Lessons. French mélodie in the Belle Époque. Oxford: OUP, pp.183-254.
Faure, Michel e Vives, Vincent (2000). Histoire et poétique de la mélodie française, pref.Pierre Bernac, sobretudo “The interpretation of French melodies”, in The Interpretation of French Song. New York: The Norton Library.
Herr, Sophie (2009). Geste de la voix et theâtre du corps. Paris: L’Harmattan.
Ricoeur, Paul, “The Metaphorical Process as Cognition, Imagination, Feeling” (fotoc).

Método de ensino

a) Estudo de excertos teóricos e estéticos de poetas e músicos.
b) Exposições e comentários pela docente.
c) Análises poético-musicais e sua discussão colectiva.
d) Audição e crítica comparativa de interpretações musicais e declamação poética. Videos: dramatização do gesto, expressão corpórea.
e) Sensibilização aos modos como as abordagens fonéticas da palavra afectam a caracterização, a
interpretação e a performance. Moldar silêncios, atmosferas, energia e plasticidade.
f) Colher o modo como tópicos literários e míticos são interpretados pelas obras musicais.d) Audição e crítica comparativa de inte

Método de avaliação

1. Participação nas sessões: qualidade da problematização, argumentação, sensibilidade artística
amadurecida.
2. Apresentações de análises de obras e crítica das execuções musicais.
3. Um trabalho escrito.

Conteúdo

Perspectivas analíticas do Lied e da mélodie à volta de 1900. A canção portuguesa no SÉC. XX.
1. Questões estéticas: imitação, evocação, libertação do referencial semântico.
2. Pensamento sobre palavra e música: Poe, Baudelaire, Verlaine, Mallarmé, Ghil, Maeterlinck, Jankélévitch,
Barthes, Deleuze; Goethe, Nägeli, Schopenhauer, Wagner, Schoenberg.
3. Entre poesia, voz e instrumento. Planos de relacionamento, tensão e interacção mútua.
4. Intertextualidade; cruzamentos, correspondências, afinidades, ausência de afinidades entre as artes.
5. Alguns tópicos literários e figuras míticas. Abordagem comparatista da sua metamorfose poéticomusical.
Aprofundamento hermenêutico.
6. Palavra, voz, instrumento: estéticas interpretativas nas culturas vocais e pianísticas germânica e francesa.
7. Sistemas de comunicação associados à produção e execução: lugares, instituições, mecenato, recepção.