Problemas de Representação da Música - 2. semestre

Objectivos

1. Identificar diferentes tipos de problemas de representação da música no âmbito das 12 décadas de existência do domínio académico etnomusicológico.
2. Adquirir conhecimento em torno das abordagens etnomusicológicas sobre representação da música e nação, um tema problematizante ao longo da sua história académica.
3. Adquirir as ferramentas conceptuais indispensáveis para uma perspectiva crítica em torno da literatura sobre o tema em foco.
4. Desenvolver a capacidade de problematização no âmbito do tema, e num aspecto específico defendendo o seu interesse geral e particular e apontando uma estratégia de investigação.
5. Desenvolver a capacidade de aplicar o conhecimento adquirido na elaboração de um ensaio de investigação.

Caracterização geral

Código

722021026

Créditos

10

Professor responsável

Maria de São José Côrte-Real

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável

Bibliografia

Askew, K. (2002). Performing the Nation: Swahili Music and Cultural Politics in Tanzania. Chicago: UCP.
Bohlman, P. (2004). The Music of European Nationalism. St Barbara: ABC-Clio.
Carvalho, J. S. (1995). A Nação Folclórica: projecção nacional, política cultural e etnicidade em Portugal. Trans online.
Côrte-Real, M.S.J. (2000). Cultural Policy and Musical Expression in the Transition from Dictatorship to Democracy in Portugal. Doct Diss. NY: Columbia University.
Lafleur, J. e M. Martiniello (2010). Music, Musicians and the Latino Vote at the 2008 US Presidential Election. In M. Côrte-Real (Ed.) Music and Migration, Migrações 7, 213-230.
Schultz, A. (2013). Singing a Hindu Nation: Marathi Devotional Performance and Nationalism. Oxford: OUP.
Tuohi, S. (2006). The Sonic Dimensions of Nationalism in Modern China: Musical Representation and Transformation. In J. Post, Ethnomusicology. NY: Routledge.
Washabaugh, W. (2012). Flamenco Music and National Identity in Spain. Burlington: Ashgate.

Método de ensino

A unidade curricular será ministrada em regime de seminário com uma primeira parte teórica (50%), de carácter mais expositivo do professor e dos alunos, apresentando e discutindo propostas teóricas e estudos de caso, abordagens críticas da literatura relevante e aplicabilidade de perspectivas aprendidas a casos concretos. Numa segunda parte mais pratica
(50%), de carácter mais individual e dialogante entre o professor e cada aluno em particular, com momentos individuais e de grupo, acompanhando a concepção e redacção de uma proposta de investigação em metodologia de ensaio, com três versões.

Método de avaliação

A avaliação, a negociar com os alunos no início das aulas, faz-se maioritariamente em torno do treino da escrita: 1 texto sobre um aspecto musical significativo (3000 cce) (15%); 1 texto sobre um problema de representação musical relacionado com o tema (5000 cce) (15%): e 3 versões do ensaio de investigação relacionado com o tema do seminário (15%+20%+20%); participação e apresentação oral (15%).

Conteúdo

A. Visão de conjunto sobre diferentes tipos de problemas de representação da música no âmbito das 12 décadas de existência do domínio académico da Etnomusicologia.
B. Perspectivas, publicações e autores com produção relevante acerca do tema representação da música e nação no âmbito do percurso histórico disciplinar e das Ciências Sociais.
C. Abordagens críticas etnomusicológicas em torno de uma das temáticas centrais na disciplina: representação da música e nações.
D. Estudos de caso seleccionados directa e indirectamente relacionados com o tema do seminário proposto.
E. Ensaios escritos de investigação reveladores do conhecimento adquirido em torno do tema proposto.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: