Temas de Investigação em Etnomusicologia - 2. semestre

Objectivos

a) Familiarizar os alunos com algumas das principais áreas de debate teórico e de problematização no domínio da Etnomusicologia contemporânea, tomando como estudo de caso a análise crítica da recepção do jazz em Portugal ao longo do século XX.
b) Sedimentar o uso e manuseamento de conceitos chave em perspectivas actuais das ciências sociais e, desse modo, na literatura etnomusicológica.
c) Suscitar a reflexão analítica em torno de processos culturais, sociais e políticos que moldam a produção da cultura expressiva.
d) Perspectivar as temáticas relativas ao jazz no âmbito mais alargado das problemáticas em torno da disseminação da música popular e da indústria fonográfica em termos globais, tal como discutido na literatura etnomusicológica.

Caracterização geral

Código

722021029

Créditos

10

Professor responsável

Pedro Roxo

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável

Bibliografia

CURVELO, António; Mendes, Carlos, Veloso, Manuel Jorge (2010) “Jazz” in Salwa Castelo-Branco (ed.)Enciclopédia da Música em Portugal no Século XX. Vol. 2. Lisboa: Círculo de Leitores.
MARTINS, Hélder Bruno (2006) Jazz em Portugal (1920-1956).Coimbra: Almedina.
RADANO, Ronald e BOHLMAN, Philip (eds.) (2000) Music and the Racial Imagination. Chicago: The University of Chicago Press.
ROXO, Pedro (2009) “Modernidade, Transgressão Sexual e Percepções de Alteridade Racial Negra na Recepção do Jazz em Portugal nas Décadas de 1920 e 1930” in AAVV, Arte e Eros. Lisboa: FBA-UL.
SANTOS, João Moreira (2009)O Jazz Segundo Villas-Boas. Lisboa: Assírio & Alvim.
STOKES, Martin (ed.) (1994) Ethnicity, Identity and Music. The Musical Construction of Place Oxford: Berg Publishers.
STOKES, Martin (2004) “Music and the Global Order”,Annual Review of Anthropology, 33: 47-72.
TURINO, Thomas (2000) Nationalists, Cosmopolitans and Popular Music in
Zimbabwe. Chicago:The University of Chicago Press.

Método de ensino

As aulas estruturam-se em torno da apresentação e discussão dos problemas e temas de reflexão anteriormente apresentados, intercalando aulas ou partes de aula de enquadramento global com exposição do docente, com a apresentação e discussão dos textos e temas com alunos. Está também contemplada a audição de exemplos musicais e análise de materiais audiovisuais relevantes para as temáticas em análise.

Método de avaliação

Os elementos de avaliação constam de dois parâmetros: o primeiro diz respeito à participação nas aulas, incluindo a apresentação e discussão de textos ou materiais audiovisuais; o segundo parâmetro consta da recensão escrita de um texto incluído na bibliografia (idealmente cruzado com outros textos relevantes para o assunto tratado), ou na realização de um curto projecto de investigação baseado numa das temáticas das aulas.

Conteúdo

a) O papel de António Ferro na produção de percepções e discursos sobre o “jazz” nos anos 20
b)A circulação de “grupos negros” de teatro de “revista” e a actividade dos night-clubs na disseminação de práticas expressivas associadas à música e às “danças sincopadas”
c)A diversificação de percepções sobre o negro e a natureza do negro e a apropriação branca de práticas expressivas de origem africano-americana
d) A consolidação do Estado-Novo e a instrumentalização da cultura expressiva
e)O “acto colonial” e as reacções violentas da igreja católica ao jazz
f) A proliferação de música popular americana e as múltiplas significações do termo ‘jazz’
g)A emergência de Luís Villas-Boas enquanto divulgador e promotor.
h)A actividade do Hot Clube de Portugal e do Clube Universitário de Jazz e a emergência de discursos politizados sobre o jazz
i) A guerra colonial e a propaganda Luso-Tropicalista na apropriação de práticas expressivas negras j)O pós-25 de Abril e a institucionalização do jazz