Problemas Sociais e Problemáticas Sociológicas - 1. semestre

Objectivos

1. Ser capaz de mobilizar o conhecimento sociológico para construir um objeto de investigação; 2. ser capaz de gerir a sucessão de operações lógicas inerentes à construção de um objeto de investigação; 3. a partir do desenvolvimento de uma atitude crítica e reflexiva e de uma sensibilidade problematizadora, ser capaz de desmontar as construções ideológicas que envolvem as realidades sociais, para, na sequência, a) as sujeitar a uma reconstrução sociológica ou b) abrir para a exploração sociológica de aspectos e dimensões dessas realidades encobertos por essas construções ideológicas; 4. ser capaz de utilizar a tradição sociológica e tirar o melhor partido possível das fórmulas e modelos de investigação disponíveis em sociologia para definir os objectivos de investigação.

Caracterização geral

Código

722081127

Créditos

10

Professor responsável

João Sedas Nunes

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

n.a.

Bibliografia

Blumer, H. (1971). \"Social problems as collective behavior.\" Social Problems. Vol 18, Issue 3: 398-206. Cefaï, D., Trom, D. (dir.) (2001), Les formes de l´action collective. Mobilisations dans des arènes publiques. Paris. Édit. EHESS. Franco, L. (2004). \"Um processo de problematização social. As drogas no Diário de Notícias (1974/1993).\" Sociologia, Problemas e Práticas. Nº 46: 117-132. Guedes, S.L. (2000). \"A concepção sobre a família na geriatria e na gerontologia brasileiras.\" Revista Brasileira de Ciências Sociais. Vol. 15. Nº 43: 69-82. Merllié, D., et al (1996). Iniciação à Prática Sociológica. Rio de Janeiro, Vozes. Schneider, J.W. (1985). \"Social problems theory: the constructionist view.\" Annual Review of Sociology. Vol. 11: 209229. Spector, M., Kitsuse, J.I. (1977). Constructing Social Problems. Menlo Park. Cummings.

Método de ensino

Modos de transmissão 1. O contributo formativo resulta da articulação de dois tipos de conteúdos: • Conteúdos transversais (teóricos e processuais - expressão mais rigorosa do que seria, neste quadro, a de \"mtodológicos\") • Conteúdos específicos constituídos por referência aos interesses cognitivos expressos individualmente por cada aluno 2. A integração dos diferentes conteúdos nos trabalhos dos alunos faz-se a) nas diferentes sessões e b) em regime de acompanhamento individual.

Método de avaliação

Modalidades de avaliação 3. A avaliação pondera identicamente o processo e os resultados obtidos pelos alunos. 4. Ao nível do processo, são valorizados os investimentos feitos pelos alunos no sentido de aproximar a construção dum objeto de pesquisa e de o problematizar a partir de vários pontos de vista (teóricos, éticos, práticos ou técnicos) 5. Os resultados serão avaliados tendo em conta a qualidade teórica e formal do trabalho escrito e de uma apresentação preliminar.

Conteúdo

1. Aclarando a relação entre a sociologia e os problemas sociais enquanto chave para superar a ideia de senso comum de que a sociologia, no essencial, trata de entender e \"resolver\" os problemas sociais. Isso implica: a) compreender por que os problemas sociais não podem constituir instrumento de conhecimento sociológico; b) mostrar como se pode sujeitar os problemas sociais a uma objectivação sociológica; e c) abrir para a possibilidade de, além dos problemas sociais, construir objectos de conhecimento sociológico que apontem a processos e estruturas diversos que compõem a vida social. 2. A pesquisa sociológica enquanto conjunto específico de práticas sociais. Entre processos e experiências de pesquisa que recobrem a pluralidade de entendimentos sociológicos e possibilidades metodológicas que compõem o espaço da pesquisa em sociologia. Estes conteúdos são ventilados através do testemunho de vários investigadores que são convidados para falar e discutir as pesquisas que protagonizaram.