Cultura e artes na Espanha contemporânea - 2. semestre

Objectivos

a) Aprofundar o conhecimento histórico-artístico e crítico das Artes na Espanha dos séculos XX e XXI e das imagens e narrativas produzidas por estas.
b) Conhecer os contextos, de vária ordem, que determinam aquelas produções artísticas e culturais.
c) Adquirir conhecimentos teóricos aprofundados e competências metodológicas para a investigação e o desenvolvimento de projectos aplicados sobre estudos artísticos e culturais específicos no espaço que hoje corresponde ao Estado Espanhol, atendendo à sua pluralidade cultural e linguística.
d) Estudar os objectos propostos com vista a preparar uma investigação pessoal.
e) Conhecer bibliografia crítica sobre os temas estudados.
f) Produzir trabalhos de análise e de reflexão teórica, aplicando os conhecimentos adquiridos.

Caracterização geral

Código

722111062

Créditos

10

Professor responsável

Pedro Santa María

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Espanhol

Pré-requisitos

Não aplicável.

Bibliografia

Corpus de partida /the initial body of work:
MADRID: o romance La noche de los tiempos, de Antonio Muñoz Molina (2009); a pintura e os desenhos de Antonio López; os filmes de Pedro Almodóvar
BARCELONA: o romance La ciudad de los prodigios, de Eduardo Mendoza (1986); Gaudí; a pintura modernista; os filmes de Bigas Luna, Ventura Pons e Joaquim Oristrell entre outros.
Ensaios:
BOU, Enric. 2012. Invention of Space. City, Travel and Literature. Madrid/ Frankfurt am Main: Iberoamericana / Vervuert [em particular os capítulos: 1. “Reading the City; 4. “’Decrèpita y Teatral’? On Literary explorations of Barcelona”; 7. Literary Construction: The Case of Eduardo Mendoza” ].
RICCI, Cristián H. 2009. El espacio urbano en la narrativa del Madrid de la Edad de Plata (1900-1938). Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas.
SENNETT, Richard. 1996. Carne y piedra. El cuerpo y la ciudad en la civilización occidental. Madrid: Alianza [orig. 1994. Flesh and Stone: The Body And The City In Western Civilization, Norton.]

Método de ensino

Os seminários são de natureza teórico-prática, desenvolvidos em torno das leituras textuais e visuais propostas para cada sessão do seminário, previamente preparadas. Privilegia-se a interacção entre a apresentação histórico-artística, geo-cultural e teórica dos assuntos, a partir de conceitos-chave, e a análise problematizadora dos objectos de estudo por parte dos mestrandos, sob orientação da docente.

Método de avaliação

Apresentações orais, nos seminários, de leituras e de resultados de investigações em torno dos objectivos do seminário e a sua discussão em grupo (40%); apresentação escrita e discussão oral de um trabalho final, individual, incluindo bibliografia (12 a 15 páginas), cujo projecto e elaboração são orientados pela docente (60%).

Conteúdo

CULTURA E ARTES: NO CENTRO, A CIDADE
Concretização urbanística ou experiência simbólica, objecto de desejo ou de melancolia, a Cidade tem um lugar fundacional na criação artística e no imaginário dos que a habitam e passeiam.
Desenhar, pintar, escrever, filmar, musicar a cidade ou na cidade dá-nos a ver, ler, ouvir, nas suas várias representações, a diversidade cultural e as construções identitárias em que estão implicadas.Desenvolveremos este Seminário em torno de duas cidades - Madrid e Barcelona - e a partir de dois eixos de observação:
1. A cidade como objecto de representação artística ; as imagens da cidade.
2. A cidade como espaço-tempo de produção de representações artísticas
Partimos de um corpus que diversificaremos de acordo com os caminhos propostos para a investigação. Começamos por privilegiar a literatura, o cinema e a pintura, mas não poremos de lado qualquer outro tipo de manifestações artísticas, como a arquitectura, a fotografia, a música, o teatro, o comic.