Questões de Filosofia do Conhecimento - 2. semestre

Objectivos

Reflectir e aprofundar a compreensão dos problemas da filosofia do conhecimento; Adquirir informação sobre as principais orientações de algumas das teorias da epistemologia contemporânea; Confrontar a problemática actual com os tópicos tradicionais da filosofia do conhecimento; Equacionar e formular uma resposta reflectida e coerente à questão filosófica sobre a natureza e possibilidade do conhecimento.


Caracterização geral

Código

722031046

Créditos

10

Professor responsável

Nuno Carlos Venturinha

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

não se aplica

Bibliografia

COLIVA, A. (2010). Moore and Wittgenstein: Scepticism, Certainty and Common Sense. Basingstoke: Palgrave Macmillan. MOYAL-SHARROCK, D. (2004). Understanding Wittgenstein´s On Certainty. Basingstoke: Palgrave Macmillan. PRITCHARD, D. (2016). Epistemic Angst: Radical Skepticism and the Groundlessness of our Believing. Princeton: Princeton University Press. WILLIAMS, M. (2018). Wittgenstein and Skepticism: Illusory Doubts. In D. E. Machuca and B. Reed (Eds.), Skepticism: From Antiquity to the Present (pp. 481–505). London: Bloomsbury. WITTGENSTEIN, L. (1969, 1974). Über Gewissheit / On Certainty. Oxford: Blackwell; (1990). Da Certeza. Lisboa: Edições 70.

Método de ensino

O método de ensino adotado combina leituras e comentários de textos em seminário com a discussão de trabalhos apresentados pelos alunos.





Método de avaliação

Para além de uma memória descritiva do seminário (60%), cada aluno deve escrever uma recensão de um artigo ou capítulo de livro contemporâneo, a escolher de uma lista de textos selecionados pelo docente, que será apresentada e discutida em aula (40%).

Conteúdo

O Da Certeza de Wittgenstein Cinquenta anos após a sua publicação, o Da Certeza é unanimemente considerado como um dos mais importantes textos de Wittgenstein a par do Tractatus e das Investigações Filosóficas. Alguns comentadores foram ao ponto de defender que a habitual distinção entre “primeiro” e “segundo” Wittgenstein não toma em linha de conta que existe um “terceiro” Wittgenstein cujas compreensões são expressas nesse último trabalho. Depois de discutir a influência de Moore sobre o Da Certeza, o seminário incide sobre temas-chave explorados neste texto, tais como assunção, ceticismo, confiabilidade, conhecimento, contexto, crença, dobradiças, dúvida, evidência, existência, experiência, falta de fundamentação, gramática, infalibilidade, jogos de linguagem, lógica, prática, pressuposição, regras, significado, sistema e verdade. Interpretações de autores como Coliva, Moyal-Sharrock, Pritchard e Williams serão consideradas, nomeadamente a ideia de uma “epistemologia-dobradiça”.