Cultura Pop - 2. semestre

Objectivos

a) Identificar a omnipresença da dimensão cultural nas suas manifestações contemporâneas;
b) Compreender de que modo estas são indissociáveis das suas condições sociais e tecnológicas de produção;
c) Assimilar a evolução das abordagens críticas ao conceito de cultura, em particular as retóricas de exclusão ou inclusão em torno da cultura não erudita;
d) Utilizar um conjunto de ferramentas teóricas e metodológicas que permitam interpretá-las e adequar essas ferramentas ao objeto a analisar;
e) Aplicar, com uma perspetiva crítica, conhecimentos adquiridos à realidade contemporânea;
f) Aplicar todos estes conhecimentos, de forma original e autónoma, a uma investigação própria, apresentada, oralmente e por escrito, de forma clara e argumentada.

Caracterização geral

Código

722011122

Créditos

10

Professor responsável

Jorge Martins Rosa

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não tem.

Bibliografia

CÁDIMA, Francisco Rui e ROSA, Jorge Martins (orgs.) (2001). Revista de Comunicação e Linguagens, n.º 30 («Pop»). Lisboa: Relógio d’Água.
FISKE, John (2010). Reading the Popular, Londres, Routledge.
SPIGEL, Lynn (2001). Welcome to the Dreamhouse: Popular Media and Postwar Suburbs, Durham (NC), Duke University Press.
STOREY, John (1994). Cultural Theory and Popular Culture: A Reader. Hertfordshire, Prentice Hall, 1998.
WILLIAMS, Raymond (1995). The Sociology of Culture. Chicago, University Of Chicago Press.

Método de ensino

As exposições do docente, promovendo a discussão em aula, são acompanhadas ora pela leitura de textos de apoio (fontes primárias e bibliografia crítica), ora pela análise de estudos de caso (guiada também por textos de apoio). Num segundo momento, as exposições obrigatórias por parte dos mestrandos, resultantes de investigação própria e conducentes a um ensaio escrito que cubra um estudo de caso, enriquecem o seminário com a introdução de perspetivas e objetos diferentes de análise.

Método de avaliação

Participação nas discussões sobre os textos de apoio apresentados em aula e realização de um trabalho final, desdobrado em três fases: entrega de um projeto escrito, com indicação do plano de trabalho e respetiva bibliografia (20%); apresentação oral de 20 a 30 minutos, em aula, e respetiva discussão (30%); o ensaio final (50%).

Conteúdo

0. As (In)Definições do Conceito de Cultura.
1. Da «cultura de massas» aos estudos culturais: evolução e reabilitação do conceito.
2. Cultura pop: Cultura sem arte ou cultura do quotidiano? Da interpretação à recepção.
2.1. Entre a Natureza e a Cultura: A invenção do quotidiano.
2.2. Entre o olhar colonial e a sua inversão.
2.3. Reforço ou autodesconstrução dos estereótipos de género?
2.4. O receptor como produtor, entre a paródia e a ironia.
3. Múltiplos meios, múltiplas culturas? Estudos de caso.