Metodologias de Investigação em Ecologia Humana - 1. semestre

Objectivos

Pretende-se que os alunos adquiram e/ou desenvolvam:
1. Conhecimentos e competências metodológicas para delinear e gerir, de modo integrado e evolutivo, o projeto de investigação conducente à realização da tese de doutoramento.
2. Conhecimento e compreensão das principais estratégias e opções técnicas disponíveis para a investigação interdisciplinar em Ecologia Humana, e capacidade para as combinar em função dos objetivos da investigação.
3. Capacidade de aplicação das estratégias e opções técnicas à operacionalização dos problemas e hipóteses de investigação.
4. Capacidade de apresentação e discussão crítica e reflexiva de projetos de investigação de nível doutoral.

Caracterização geral

Código

73220102

Créditos

10

Professor responsável

Rui Santos

Horas

Semanais - 2

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Bibliografia

Barber, M. e S. Jackson. 2015. \"´Knowledge Making´: Issues in Modelling Local and Indigenous Ecological Knowledge\". Human Ecology, 43, 119-30
Burgess, R. 1997. A Pesquisa de Terreno. Oeiras: Celta
Creswell, J. 2009. Research Design: Quantitative, Qualitative and Mixed Methods Approaches. London: Sage
Davis, A. e J.R. Wagner. 2003. \"Who Knows? On the Importance of Identifying ´Experts´ When Researching Local Ecological Knowledge\". Human Ecology, 31(3): 463-89
Heasley, L. 2003. \"Shifting Boundaries in a Winsconsin Landscape: Can GIS Help Historians Tell a Complicated History?\", Human Ecology, 31(2): 183-213
McCaslin, M.L. e K.W. Scott. 2002. Method for Studying a Human Ecology: An Adpatation of the Grounded Theory Tradition. n.loc.: ERIC http://eric.ed.gov/?id=ED470658
Rihoux, B. e C. Ragin (eds). 2009. Configurational Comparative Methods: Qualitative Comparative Analysis and Related Techniques. LA: Sage
Yin, R.K. 2003. Case Study Research: Design and Methods. Thowsand Oaks: Sage

Método de ensino

Os tópicos do programa são objecto de lições de enquadramento e síntese proferidas pelo docente, a aprofundar pelas leituras indicadas. Em simultâneo, os estudantes são convidados, em sessões coletivas, nos períodos de acompanhamento tutorial e através de um forum moodle, a expor e discutir, em diversos momentos previamente estabelecidos, a evolução de um projeto pessoal, desde a delimitação inicial do tema e sua problematização, a incorporação dos resultados de revisão bibliográfica autónoma e das aprendizagens metodológicas, até ao projeto final planeado. As sessões tutoriais servem também para aprofundar e orientar o estudo sobre as questões metodológicas e técnicas em função das necessidades do projeto. O seminário culmina na discussão dos projetos individuais dos estudantes.

Método de avaliação

Avaliação contínua e formativa da participação do estudante nas discussões e apresentação do projeto em seminário. A avaliação sumativa desta componente é ponderada com 30% e o projeto escrito final com 70%.

Conteúdo

1. Método científico, operacionalização e planeamento da investigação. Estrutura lógica geral de um plano de investigação. Fases típicas da investigação e evolução do planeamento.
2. Planeamento de investigação exploratória inicial. Desafios da investigação interdisciplinar orientada por problemas: Do problema socioambiental ao problema científico; dos paradigmas disciplinares à coerência conceptual problemática. Problematização, exploração e conceptualização.
3. Planeamento de investigação exploratória aprofundada: A construção de uma problemática socioecossistémica. Teorização interdisciplinar, operacionalização e sistematização da pesquisa.
4. Planeamento de investigação para teste de hipóteses e modelos de análise. Tipos de modelos de análise. Lógicas de teste e validação.
5. Fundamentos e aplicações das principais estratégias e técnicas descritivas e inferenciais: dimensões morfológica e cronológica, quantitativa e qualitativa.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: