Instrumentos de Normalização Linguística - 2. semestre

Objectivos

1. Conhecer as principais questões relativas à problemática da normalização linguística.
2. Conhecer os principais instrumentos de normalização do português atualmente disponíveis, identificando as respetivas características e as suas limitações.
3. Adquirir competências para a seleção dos instrumentos mais apropriados ao desempenho de diferentes tipos de tarefas no âmbito da consultoria e revisão linguística (fundamentação de pareceres, propostas de correção, hierarquização de alternativas, etc.).
4. Desenvolver práticas de consulta e uso desses instrumentos adequadas a necessidades específicas do trabalho de revisão e consultoria linguística.
5. Adquirir competências de reflexão crítica que permitam fundamentar de forma sustentada a resolução de problemas, recorrendo à literatura e aos recursos disponíveis.

Caracterização geral

Código

722131089

Créditos

10

Professor responsável

Maria do Céu Caetano, Maria Sousa Lobo Gonçalves

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português sem apoio tutorial em LE

Pré-requisitos

N/A

Bibliografia

Bechara, E. (1999) Moderna Gramática Portuguesa. Rio de Janeiro: Editora Lucerna
Azeredo, J. C. (2008) Gramática Houaiss da Língua Portuguesa. São Paulo: Publifolha.
Cunha, C. & Cintra, L. F. (1984) Nova Gramática do Português Contemporâneo. Lisboa: João Sá da Costa
Dicionário da Língua Portuguesa Contemporânea da Academia das Ciências de Lisboa (2001) (dir. João Malaca Casteleiro) Lisboa: Verbo
Houaiss, A.& Villar, M. S. (2009) Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva / Instituto Antônio Houaiss de Lexicografia e Banco de Dados da Língua Portuguesa [com a nova ortografia da língua portuguesa]
Móia, T. (2004) Algumas áreas problemáticas para a normalização linguística – disparidades entre o uso e os instrumentos de normalização. In Duarte, I. & Leiria, I. (eds.) Actas do XX Encontro Nacional da APL. Lisboa: APL /Colibri, 109-125.
Raposo, E. B. P. et al. (eds.) (2013) Gramática do Português. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, vols. I e II


Método de ensino

As unidades letivas funcionam em regime de seminário, envolvendo a participação planeada dos estudantes, com intervenções de diferentes tipos: apresentações sobre temas do programa, recensões críticas, resultados de tarefas previamente executadas (p. ex., trabalhos práticos de revisão, formulação de pareceres sobre questões linguísticas), apreciações críticas de diferentes aspetos das obras de referência, formulação de problemas e propostas de resolução.

Método de avaliação

A avaliação do seminário decorrerá de: participação dos estudantes nas sessões do seminário, incluindo participações orais e redação de diferentes tipos de (pequenos) trabalhos escritos (40%); 1 trabalho escrito, orientado pelas docentes, e respetiva apresentação e discussão (60%).

Conteúdo

1. Normalização linguística: enquadramento geral
2. Instrumentos de normalização linguística
Definição e caracterização de obras de referência e obras de divulgação. Critérios de seleção de instrumentos em função dos objetivos dos usuários.
3. Gramáticas descritivas do português de vocação normativa
Fundamentação e critérios da definição de ´norma´ e ´correção´ gramaticais. (In)adequação das gramáticas às necessidades dos usuários. Áreas de oscilação / contradição entre diferentes gramáticas e/ou outros instrumentos e ferramentas. Estratégias para a resolução de problemas, incluindo o recurso a corpora. Áreas de dificuldade e instabilidade na língua portuguesa.
4. Dicionários do português
Fundamentação e critérios das principais obras de referência. Relevância da dicionarização para a normalização dos usos lexicais. Fixação versus flexibilização das escolhas lexicais.
5. Outros instrumentos
Complementação do uso de instrumentos de normalização e de outros recursos e ferramentas.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: