Espaços Performativos - 2. semestre

Objectivos

Pretende-se que o estudante:
1. Obtenha as principais ferramentas conceptuais e teóricas para a abordagem à especificidade do espaço performativo;
2. Conheça os principais tipos de espaço performativo na sua evolução histórica;
3. Reconheça e tenha capacidade de análise sobre diferentes abordagens articuladas com diferentes tipos de performance (dança, teatro, circo, instalação/hapenning,etc)
4. Seja capaz de identificar e problematizar as principais tendências contemporâneas que enformam o espaço performativo;
5. Seja capaz de contextualizar obras a que assista ao vivo de acordo com o espaço performativo em que têm lugar, estando sensível para as especificidades comunicacionais envolvidas;
6. Seja capaz de realizar realizar um trabalho teórico-prático, desenvolvendo uma solução plástica para um acto/espaço performativo, analisando teoricamente a sua pertinência através de uma investigação própria e autónoma e justificando-a do ponto de vista conceptual.

Caracterização geral

Código

722011096

Créditos

10

Professor responsável

João Garcia Miguel

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável.

Bibliografia

BLOOM, Martin. Accommodating the Lively Arts, Smith and Kraus, s/local. 1997.
MACKINTOSH, Iain. Architecture, Actor & Audience, Routledge, Londres. 1993.
GOLDBERG, Roselee. A Arte da Performance, Lisboa, Orfeu Negro, 2007 .
KWON, Miwon. One Place after Another: Site-Specific Art and Locational Identity. Cambridge (EUA), the MIT Press, 2004.
KESTER, Grant H. Conversation Pieces: Community+Communication in modern Art. Berkeley, University California Press, 2004.
JONES, Amelia. Body Art/Performing the Subject. University of Minnesotta Press. (1998).

Método de ensino

As exposições do docente são acompanhadas pela leitura de textos de apoio, de modo a tornar mais constante e profícua a discussão crítica em sala de aula. As visitas de estudo contribuem para o conhecimento técnico e o treino de aptidões reflexivas e críticas. As exposições regulares por parte dos mestrandos sobre o desenvolvimento do seu trabalho em curso (incluindo a preparação de dispositivos audiovisuais, particularmente relevantes dado o tema das aulas) enriquecem o seminário com a introdução de perspectivas diferentes, e estimulam o debate e o aprofundamento dos vários conceitos cénicos.

Método de avaliação

Parâmetros de avaliação:
Leitura / Investigação geral / Assiduidade 20%
Apresentação / Discussão de trabalho 30%
Trabalho prático + escrito 50%

Conteúdo

I) Perspectiva histórica da relação entre a performance e a arquitectura teatrais: do anfiteatro greco-helénico aos modernos multiusos.
II) As linguagens visuais e a cena. Evolução na relação entre linguagem visual e performance: do Teatro do Mundo ao Hapenning.
III) Análise dos dispositivos visuais na perspectiva da sua utilização em cena: cenografia, adereços, dispositivos cénicos, roupa, luz, vídeo, etc.
IV) A expressão visual como resposta a acções performáticas. A instalação plástica como molde para a acção performativa.
V) Apropriação de espaços e objectos como estratégia para uma acção performativa.