Técnicas e Metodologias para o Planeamento Territorial - 1. semestre

Objectivos

a) Compreender a articulação entre território - dinâmicas territoriais - planeamento territorial;
b) Dominar metodologias de análise e diagnóstico;
c) Dominar metodologias para a construção de soluções de intervenção;
d) Compreender o planeamento como um processo complexo;
e) Perceber diferenças e complementaridades entre o planeamento estratégico e o planeamento físico;
f) Aplicar metodologias específicas de análise, diagnóstico, estruturação de objetivos, análise de atores, cenarização, escolha de alternativas;
g) Discutir o processo de (re)classificação e (re)qualificação do solo;
h) Compreender a articulação entre condicionantes à ocupação, modelo de ordenamento e regulamento do plano;
i) Consolidar a capacidade de redigir relatórios e pareceres técnicos;
j) Desenvolver competências na articulação da componente metodológica do planeamento territorial com a componente de Sistemas de Informação Geográfica.

Caracterização geral

Código

722041101

Créditos

10

Professor responsável

Margarida Pereira

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável

Bibliografia

Abbott, J. (2005) Understanding and Managing the Unknown: The Nature of Uncertainty in Planning, Journal of Planning Education and Research, 24: 237-251 http://jpe.sagepub.com/cgi/content/abstract/24/3/237
DGOTDU (2011). Servidões e Restrições de Utilidade Pública. Edição Digital, 195.23.12.210/ibt/pdf/servidoes/servidoes.pdf
Fernadez Guell, J.M. (2006). Planificación Estratégica de Ciudades – Nuevos instrumentos y procesos. Barcelona: Editorial Reverté.
GÉOCARREFOUR (2005). Le diagnostic des territoires, vol. 80, nº. 2.
Godet, M. (2000). A “Caixa de Ferramentas” da Prospetiva Estratégica. Lisboa:Cadernos do CEPES.
Gourmelon, F. et al., (eds.) (2012): La géoprospective, L’Espace géographique, vol. 41, nº 2.
Gómez Orea, D. (2008). Ordenación Territorial, 2ª Ed. Madrid: Ediciones Mundi-Prensa/Editorial Agrícola Espanõla, S.A..
Hall, P. (2002). Urban and Regional Planning. London: Routledge, 4rd ed.
Moine, A.(2007). Le Territoire: Comment Observer un Système Complexe. Paris: L’Harmatt

Método de ensino

O ensino é baseado na plataforma de e-learning da FCSH onde são disponibilizados todos os materiais e leituras recomendadas.
No início do semestre é disponibilizado uma apresentação de Boas Vindas, com os objetivos da UC, o programa, a bibliografia geral, os critérios de avaliação e o calendário das atividades e avaliação. Para cada UA existe uma apresentação introdutória que contém os seus objetivos, os conteúdos desenvolvidos, a bibliografia específica e a descrição detalhada dos exercícios de aplicação.
Há uma sessão de chat semanal na qual os alunos podem interagir com o docente em tempo real. O registo da sessão fica disponível na plataforma. A participação é facultativa, não contando para a avaliação.

Método de avaliação

Avaliação:
i) Exame final (presencial) sobre a matéria lecionada (50%);
ii) Avaliação contínua (50%), traduzida para cada UA, em: Fórum (debate coletivo sobre uma temática focada na UA) – 40%; Trabalho Individual – 60% (aplicação de metodologias expostas na UA).

Conteúdo

1. TERRITÓRIO E PROCESSO DE PLANEAMENTO. Articulação território-dinâmicas territoriais-planeamento territorial. Planeamento como um processo complexo. A incerteza em Planeamento.
2. METODOLOGIAS DE DIAGNÒSTICO NO PLANEAMENTO TERRITORIAL. Caracterização de situações –problema. Matriz SWOT e matriz estrutural. Mapeamento dos atores e análise das suas estratégias. Estruturação arborescente de problemas e de objetivos. Condicionantes físicas e legais à ocupação do território.
3.METODOLOGIAS PROPOSITIVAS NO PLANEAMENTO TERRITORIAL.
Benefícios da prospetiva em contextos instáveis. Cenarização. Metodologias de apoio à decisão. Metodologia Delphi . Análise multicritério. A visão do plano e o plano de acção. Critérios para a (re)classificação e (re)qualificação do solo. Intervenções no espaço urbano: da expansão à regeneração urbana . Abordagem propositiva no espaço rural. Articulação entre os documentos propositivos do plano.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: