História global e história dos impérios - 2. semestre

Objectivos

O seminário tem por objectivo exemplificar diferentes modos analíticos de proceder em História global e dos impérios. Para alcançar este objectivo, seleccionámos vários laboratórios que são simultaneamente temáticos e metodológicos: a história comparada, as questões do nacionalismo, do colonialismo e da modernização. Em relação a cada um destes laboratórios, pretendemos desenvolver uma experiência de leitura, crítica e vigilante. Assim, ao longo de cerca de dez sessões será possível reflectir sobre livros considerados clássicos ou obras de referência de autores estruturantes. Enfim, o seminário ambiciona ser um foro de discussão e de crítica de ideias que permita estabelecer as bases para se poder pensar historicamente os processos de globalização, a começar pelos processos de construção dos impérios.

Caracterização geral

Código

73217158

Créditos

7,5

Professor responsável

Diogo Ramada Curto

Horas

Semanais - 2

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável.

Bibliografia

Jack Goldstone, História global da ascensão do Ocidente 1500-1850 (Lisboa. Edições 70, 2010) Kenneth Pomeranz, A Grande Divergência- A China, a Europa e a Formação da Economia Mundial Moderna (Lisboa: Edições 70, 2013) Barrington Moore, As origens sociais da Ditadura e da Democracia: senhores e camponeses na construção do mundo moderno, Lisboa, Edições 70, 2010.(cap. sobre a Índia Britânica). Andrew Porter, O imperialismo europeu 1860-1914 (Lisboa: edições 70, 2011) Sebastian Conrad, \"Enlightenment in Global History: A Historiographical Critique\", The American Historical Review, vol. 117, n.º 4 (2012), pp. 999-1027 Karl Polany, A grande transformação: as origens políticas e económicas do nosso tempo (Lisboa: Edições 70, 2012) Benedict Anderson, Comunidades imaginadas: reflexões sobre a origem e a expansão do nacionalismo (Lisboa: Edições 70, 2012).


Método de ensino

Método de avaliação

Cada aluno será avaliado em função das classificações obtidas em dois elementos de avaliação: um ensaio escrito individual (60% da nota final) e pela participação oral nas sessões do seminário (40% da nota final). A componente escrita implica a apresentação de um texto (50.000 a 60.000 caracteres, incluindo espaços e notas de rodapé) sobre uma temática abordada por um dos livros que integraram o laboratório, sublinhando as suas perspectivas analíticas e procurando apresentá-lo criticamente. Trabalhos que procurem pôr em causa os argumentos dos autores em função de projectos de investigação em curso serão bem vindos.

Conteúdo

Sessão 1: Introdução: apresentação do programa
Sessão 2: História comparada (1)
Sessão 3: História comparada (2)
Sessão 4: Colonialismo e Império (1)
Sessão 5: Colonialismo e Império (2)
Sessão 7: Processos de modernização(1)
Sessão 8: Processos de modernização(2)
Sessão 9: Nação e Nacionalismos
Sessão 10: Conclusões

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: