Sustentabilidade e mudança climática - 1. semestre

Objectivos

A sustentabilidade é uma questão complexa e que deve ser tratada de forma multi-dimensional, pelas vias científica, política, económica, sociocultural, moral e ética. Muitos problemas ambientais transcendem fronteiras nacionais e requerem soluções globais. Neste contexto, este seminário tem três objetivos principais: 1) Demonstrar a complexidade do conceito de sustentabilidade, mostrando a evolução do conceito, explorar as suas diferentes perspetivas e as suas as implicações; 2) Dar a conhecer os grandes desafios globais de sustentabilidade atuais; 3) Ser um espaço para os alunos pesquisarem fontes bibliográficas científicas, treinarem a argumentação e debate de temas controversos e sem soluções triviais.

Caracterização geral

Código

73217159

Créditos

7,5

Professor responsável

Paulo Fernando Viegas Nunes

Horas

Semanais - 2

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Bibliografia

Dauvergne, P. (2010). The Problem of Consumption. Global Environmental Politics, 10 (2): 1-10. Dryzek, J.S. (2012). The Politics of the Earth - Environmental Discourses. Oxford University Press: Oxford, UK. Hoff, H. (2011). Understanding the Nexus. Background Paper for the Bonn 2011 Conference: The Water, Energy and Food Security Nexus. Stockholm Environment Institute, Stockholm. Kidd, C.V. (1992). The Evolution of Sustainability. Journal of Agricultural and Environmental Ethics, 5(1): 1-26. Sneddon, C., Howarth, R.B., Norgaard, R.B. (2006). Sustainable development in a post-Brundtland world. Ecological Economics, 57: 253-268. Steffen, W., Richardson, K., Rockström, J. et al (2015). Planetary boundaries: Guiding human development on a changing planet. Science, 37 (6223): 1259855. Urhammer, E., Røpke, I. (2013). Macroeconomic narratives in a world of crises: an analysis of stories about solving the system crisis. Ecological Economics 96: 62-70.

Método de ensino

São aplicados vários métodos de ensino dentro dos âmbitos dos métodos expositivo e a aprendizagem pela descoberta guiada.

Método de avaliação

A avaliação do seminário é dividida em participação em aula (40%) e ensaio final (60%). A participação em aula divide-se em: participação ativa com base nas leituras recomendadas; participação nos debates temáticos. Os debates seguem os seguintes critérios de avaliação: Evidência da preparação dos argumentos a defender; Preparação de perguntas relevantes para colocar à equipa oposta; Referências científicas (peer-reviewed) como fonte principal de informação; Participação como externo no debate aberto. O ensaio final tem um máximo de 3500 palavras, e os seguintes critérios de avaliação: Evidência de raciocínio e conhecimento a nível global; Consideração de outras áreas de conhecimento; Qualidade da escrita: texto bem estruturado e normas de escrita científica ISI; Referências científicas (peer-reviewed) como fonte principal de informação.

Conteúdo

1) Introdução ao seminário: programa e avaliação 2) Breve história da evolução do conceito de sustentabilidade 3) Discursos e visões de sustentabilidade 4) Desafios globais de sustentabilidade I: Water-Food-Energy nexus 5) Desafios globais de sustentabilidade II: Alterações climáticas 6) Debate I: Quem tem maior responsabilidade pela ação contra as alterações climáticas? 7) Desafios globais de sustentabilidade III: Globalização, tecnologia e consumo 8) Debate II: Qual devia ser a prioridade na ação política internacional a curto-prazo? 9) Workshop: Integração de conceitos do seminário 10) Apresentação e discussão dos projetos de ensaio final

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: