Seminário de Orientação da Prática de Ensino Supervisionada em Ensino de Português no 3.º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário - 2. semestre

Objectivos

a) Demonstrar capacidade de investigação e leitura de bibliografia relevante.
b) Manifestar capacidade de relacionar e articular conceitos e leituras com a sua experiência educativa.
c) Demonstrar capacidade de análise crítica da revisão da literatura bem como do seu desenvolvimento profissional e pessoal.
d) Evidenciar aprendizagem e abertura à mudança através de um processo de interrogação reflexiva.
e) Contribuir de forma ética para a criação de um ambiente de participação responsável no grupo de trabalho.
f) Dominar a planificação global do texto da componente não letiva, assegurando a respetiva coerência.
g) Redigir num estilo académico apropriado, gerindo responsabilidades enunciativas e respeitando convenções de citação e de apresentação bibliográfica.
h) Redigir com objetividade, concisão e fluência, dominando a gramática e a ortografia.

Caracterização geral

Código

722160087

Créditos

5

Professor responsável

Helena Topa Valentim

Horas

Semanais - 1

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português sem apoio tutorial em LE

Pré-requisitos

n.a.

Bibliografia

Bulea, E. & Bronckart, J.-P. (2010). Les conditions d’exploitation de l’analyse des pratiques pour la formation des enseignants. In : Linguarum Arena, vol. 1, n° 1, 43-60.

Bronckart, J.-P. (2007). Desarrollo del lenguaje y didática de las lenguas. Buenos Aires: Miño y Dávila.

Ceia, C. (2012). Normas para Apresentação de Trabalhos Científicos, 9ª ed. Lisboa: Editorial Presença.

Dolz-Mestre, J. (2016). As atividades e os exercícios de língua: uma reflexão sobre a engenharia didática. In: DELTA: Documentação de Estudos em Lingüística Teórica e Aplicada, 32(1), 237-260.

Duarte, I. e Morão, P. (org.). Ensino do Português para o século XXI. Lisboa: Edições Colibri/DLGR e DLR/FLUL.

Estrela, A. (2001). Investigação em Educação: Métodos e Técnicas. Lisboa: Educa.

Lamas, E. (coord.) (2001). Dicionário de Metalinguagens da Didáctica. Porto: Porto Editora.

McNiff, Jean. (2002). Action Research: Principles and Practice. London: Routledge.

Método de ensino

Apresentação e discussão de temas e problemas de investigação em ensino de português (língua primeira e língua segunda/estrangeira).
Análise de projetos de investigação/ação e de estudos de caso; análise crítica e reflexiva das propostas individuais de investigação e da prática de ensino-aprendizagem de português (língua primeira e língua segunda/estrangeira).
Acompanhamento individual e em pequenos grupos da elaboração do projeto de trabalho de investigação a desenvolver.
Ensino presencial

Método de avaliação

Avaliação contínua baseada em tarefas práticas, tutorias e auto-aprendizagem (30%).
Preparação da revisão da literatura sobre o tópico a investigar e elaboração do projeto de componente não-letiva (70%).
É necessária a participação em, pelo menos, 70% das sessões.

Conteúdo

a) A atualidade do conceito de professor(a)-investigador(a).
b) Metodologias de investigação em ensino do português (língua primeira e língua segunda/estrangeira).
c) Objetivos e questões de investigação.
d) Recolha e tratamento de dados; análise e discussão dos resultados.
e) Instrumentos de autoavaliação e prática reflexiva.
f) Pesquisa, resumo, síntese e apreciação crítica da literatura.
g) Organização e planificação textual.