Prática de Ensino Supervisionada em Ensino de Inglês no 1.º Ciclo do Ensino I - 2. semestre

Objectivos

a) Mobilizar e aplicar conhecimentos científicos, pedagógicos, didácticos e metodológicos à análise de planos curriculares de práticas pedagógicas específicas do ensino de Inglês a crianças.
b) Aplicar ao trabalho de observação de aulas leccionadas pelo orientador cooperante as competências adquiridas em metodologias de investigação educacional, transversais à formação em Ciências da Educação e em Didáctica.
c) Desenvolver um conhecimento dos estudantes em contexto escolar, suas semelhanças e diferenças, particularmente em termos das suas necessidades, comportamento, motivação e níveis de aprendizagem.
d) Desenvolver uma reflexão informada sobre o contexto educativo de ensino de Inglês a crianças.
e) Iniciar a prática pedagógica do ensino de Inglês como prática de ensino profissional partilhada (‘co-teaching’ ou ensino auxiliar).
f) Relacionar as componentes formativa, reflexiva, investigativa com a actividade do professor de Inglês.

Caracterização geral

Código

722160091

Créditos

10

Professor responsável

Carolyn Leslie

Horas

Semanais - 2

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

n.a.

Bibliografia

Cameron, L. (2014). Teaching Languages to Young Learners. Cambridge: CUP.
Cameron, L. and Penny Mckay (2010). Bringing Creative Teaching into the Young Learner Classroom. Oxford: OUP.
Cave, S. (2010). Practising Modern Foreign Languages in the Primary Classroom. Dunstable: Brilliant Publications.
Johnson, K. and Golombek, P. (2011). Research on Second Language Teacher Education. New York: Routledge.
Kelly, M. et al. (2004). European Profile for Language Teacher Education – A Frame of Reference. Council of Europe. Available at
Pinter, A. (2006). Teaching Young Language Learners. Oxford: OUP.
Vieira, I. and Moreira, M. (2008). Reflective teacher education towards learner autonomy: building a culture of possibility. In M. Raya and T. Lamb (Eds.), Pedagogy for Autonomy in Language Education: Theory, Pratice and Teacher Education. Dublin: Authentik, pp.266-282

Método de ensino

A construção da profissionalidade docente enquadra-se numa abordagem potenciadora do desenvolvimento do pensamento crítico e da capacidade reflexiva em articulação com uma metodologia de aprender a fazer fazendo (\"learning by doing\", na terminologia de Schön) e sem perder de vista a dimensão investigativa. A supervisão decorre numa perspectiva prescritiva, colaborativa e reflexiva e conduz a uma reflexão sobre a actividade docente e o desenvolvimento profissional e pessoal, com abertura à inovação e transformação.

Método de avaliação

A avaliação é contínua nas modalidades de avaliação formativa e sumativa respeitante a todo o trabalho desenvolvido no âmbito da Prática de Ensino Supervisionada I.
A Prática de Ensino Supervisionada I deve incluir obrigatoriamente:
a) a observação de 50% das aulas lecionadas pelo orientador cooperante, tendo em conta um mínimo de 16 horas semanais, em termos de permanência na escola cooperante;
b) a participação na reunião semanal do núcleo da Prática de Ensino Supervisionada, numa percentagem mínima de 75%;
c) o desenvolvimento e a participação de atividades de integração escolar, de acordo com o projecto educativo da(s) escola(s) cooperante(s);
d) experiências de prática de ensino profissional partilhada
Os demais aspectos relativos à organização, gestão e processo de avaliação da PES e respectivo relatório encontram-se descritos no Regulamento Interno dos Mestrados em Ensino da FCSH.

Conteúdo

a) Observação de contextos educativos – recolha e análise de dados.
b) A adaptação de abordagens de ensino da LE ao contexto educativo e necessidades individuais das crianças.
c) A dimensão cultural e intercultural no ensino da língua estrangeira.
d) Avaliação das aprendizagens no ensino primário.
e) Prática reflexiva e auto-avaliação.
f) Educação para a cidadania intercultural.
g) A construção ética da profissão docente.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: