Antropologia e Movimentos Sociais - 2. semestre

Objectivos

OA1. Conhecer, problematizar e utilizar os temas e paradigmas principais associados à Antropologia dos
Movimentos Sociais;
OA2. Desenvolver pensamento crítico na avaliação de realidades, processos e agentes sociais na
abordagem da resistência e dos movimentos sociais, através das sessões expositivas, do visionamento de
filmes e da leitura crítica da bibliografia
OA3. Capacitar para trabalhar individualmente ou em equipa, e para comunicar oralmente e por escrito.
OA4. Objetivar o saber pela realização de um ensaio acerca dos temas sugeridos.

Caracterização geral

Código

722170087

Créditos

10

Professor responsável

Paula Godinho

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não tem

Bibliografia

DELLA PORTA, Donatella; DIANI, Mário (1999) Social Movements: an introduction, London, Blackwell.
SCOTT, James (1985) Weapons of the weak - Everyday Forms of Peasant Resistance, New Haven and London, Yale University Press.
idem (1990) Domination and the arts of Resistance- Hidden Transcripts, New Haven and London, Yale University Press.
idem (1998) Seeing like a state – How certain schemes to improve the human condition have failed, New Haven and London, Yale University Press.
idem (2009) The Art of Not Being Governed, New Haven and London, Yale University Press.
Cambridge University Press.
TARROW, Sidney (1994) Power in movement - Social movements, collective action and politics, Cambridge, Cambridge University Press.
THOMPSON, E.P. (1971) [2008] A economia moral da multidão na Inglaterra do século XVIII, Lisboa,
Antígona.

Método de ensino

As aulas dividem-se em aulas teóricas (apresentadas pela docente e convidados) e teórico-práticas, com debates a partir do visionamento de filmes;
Ao longo do semestre lectivo, o/a estudante deverá desenvolver as suas capacidades de análise e síntese, de pesquisa, de crítica, de comunicação escrita e oral, no âmbito desta UC, em conformidade com os objectivos de aprendizagem definidos.
Para a aquisição destas competências serão utilizadas as seguintes metodologias de ensino aprendizagem (ME):
1. Expositivas, para apresentação dos quadros teóricos de referência
2. Participativas, com análise de textos e filmes, seguidos de discussão
3. Activas, com a concretização de um ensaio, de apresentações individuais e de grupo
4. Auto-estudo, relacionado com o trabalho autónomo do aluno

Método de avaliação

Avaliação: apresentação de um texto (25%), assiduidade e participação (15%) e um ensaio escrito (60%).

Conteúdo

CP1.Introdução: Resistência e movimentos sociais, um estado da questão
CP2.Teoria e métodos na abordagem dos movimentos sociais: (a) usos da memória; (b) cultura e poder; (c) redes e agentes sociais; (d) contextos e conjunturas; (e) acção colectiva, repertórios de resistência e ciclos de protesto; (f) movimentos sociais, a antropologia e a história; (g) questões globais, movimentos locais e fluxos; (h) mudanças sociais, clivagens políticas e acção colectiva; (i) questões de organização, repertórios e fases
CP3. Acontecimentos e questões de escala
CP4. Resistência e «armas dos fracos»: entre o registo público e o registo escondido
CP5. “Lutas imediatas”, movimentos sociais, resistências quotidianas e «zonas de refúgio»: estudos de caso

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: