Planificação e Programação Museológica - 1. semestre

Objectivos

1. Utilizar os conceitos de plano, programa, programação, projecto , projeto cultural, função de museu, modelo de gestão, rede e sistema, aplicando-os, no universo museológico e patrimonial, segundo um contexto ou caso específico.
2. Caracterizar os princípios metodológicos e as principais fases de planificação e programação museológicas, quer na perspectiva do espaço institucional do museu, quer na do território de intervenção patrimonial e museal.
3. Identificar os principais intervenientes na planificação e programação de uma entidade museal (criação ou renovação), delineando o papel a assumir por cada um desses intervenientes, enquanto exercício prático de exploração das possibilidades de intervenção no desenvolvimento do processo.
4. Perspectivar a programação como processo potenciador da função social do museu, através do uso do seu acervo e/ou colecções, utilizando quer referências de carácter universal, quer no plano museológico nacional.

Caracterização geral

Código

722051313

Créditos

10

Professor responsável

Docente a definir

Horas

Semanais - 3 letivas + 1 tutorial

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não tem

Bibliografia

Alexander, E. P. e Alexander, M. (2008). Museums in Motion. An Introduction to the History and Functions of Museums, 2ª ed., Lanham-New York-Toronto-Plymouth, UK, AltaMira Press.
Cândido, M. M. D. (2014). Orientações para Gestão e Planejamento de Museus. Florianópolis: FCC.
Chaumier, S. (2018). Altermuséologie. Manifeste expologique sur les tendances et le devenir de l’exposition. Paris: Hermann.
Eidelman, J. (dir.). (2017). Inventer des musées pour demain, Rapport de la mission musées XXIe siècle, Paris : La documentation Française.
Lord, B. e Piacente, M.(2014). The Manual of Museum Exhibitions, 2ª ed. Lanham: Rowman & Littlefield Publishers.
Lord, G. D. e Lord, B. (Ed.). (2001). The Manual of Museum Planning. 2ª ed.. [1ª ed. 1999]. Oxford: AltaMira Press.
Lord, G. D. e Market, K. (2007). The manual of strategic planning for museums. Nova Iorque: AltaMira Pres.
Simon, N.(2010). The Participatory Museum. Santa Cruz, California: Museum 2.0.

Método de ensino

Parte das aulas serão constituídas por exposições discursivas da docente e dos discentes, de acordo com o plano de trabalhos e de avaliação. Diversas sessões, de carácter teórico-prático, destinam-se à apresentação de trabalho desenvolvido pelos discentes e seus contributos críticos. Serão efectuadas visitas, tematicamente integradas no plano de estudos.

Método de avaliação

Constituem objecto de avaliação: a assiduidade e participação geral (25%); a elaboração de uma recensão crítica, no âmbito da bibliografia do seminário (25%); a apresentação de um diagnóstico a uma entidade ou projecto museal numa vertente de planificação e programação (25%) e a elaboração de um trabalho escrito decorrente e que desenvolva as conclusões do diagnóstico (25%).

Conteúdo

1|Breve enquadramento e contextualização da programação museológica na história dos museus e das práticas museais contemporâneas.
2|Programação museológica, enquadramento legal dos museus e sua credenciação em Portugal.
3| Experiências e exemplos de planificação e (re)programação museológicas.
4|Bibliografia, conceitos e princípios metodológicos da planificação e da programação museológicas.
5|Metodologia(s) e processo(s) de planificação e programação museológica .
5.1|Projeto, plano, investigação e equipa de programação.
5.2|Diagnóstico - análise e avaliação da entidade museal.
5.3|Identidade e razão de ser (criação ou renovação) da entidade museal .
5.4|Elaboração e redacção de programas; sua articulação e interconexão.
5.4.1|Programa institucional, regulamento e modelo de gestão do museu.
5.4.2|Programa de colecções (acervo) e política de incorporações.
5.4.3|Programa de arquitectura e organização funcional.
5.4.4|Programa de comunicação expositiva .