Segurança e Higiene Ocupacionais D

Objectivos

Desenvolver nos alunos a capacidade de conceber e aplicar modelos e técnicas de gestão da segurança e de gestão do risco.

Unidade curricular orientada para metodologias de avaliação do risco em instalações industriais e/ou actividades de trabalho e para a concepção da prevenção e reforço da segurança numa perspectiva socio-económica.


 

Caracterização geral

Código

9731

Créditos

6.0

Professor responsável

Isabel Maria Nascimento Lopes Nunes, Maria Celeste Rodrigues Jacinto

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - 28

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Plano de Tese submetido.

Bibliografia

International Standards: BS 8800 (2004), OHSAS 18001 (2007), ILO-OSH (2001), BS 5760-2 (1994)

Kirwan, Barry (1994). A Guide to Practical Human Reliability Assessment. Taylor & Francis. Lon

Kumamoto,H. and Henley, E.J.(1996). Probabilistic Risk Assessment and Management for Engineers and Scientists, 2nd Edition, IEEE Press,New  York.

Harms-Ringdahl, L. (2001, 2013). Safety Analysis – Principles and Practice in Occupational Safety.Taylor & Francis,Lon.

Kjellén, U. (2000). Prevention of accidents through experience feedback, Taylor & Francis. Hollnagel, E. (2004). Barriers and Accident Prevention, Ashgate Publishing Ltd,Aldershot,UK

Rausand, Marvin (2011). Risk Assessment: theory, methods and applications. Wiley. ISBN: 978-0-470-63764-7.

Aven, T. (2003). Foundations of Risk Analysis. Wiley.

Método de ensino

A abordagem de ensino é diversificada e adaptada ao número de alunos inscritos. Envolve uma combinação de aulas, sessões tutoriais, discussão de casos de estudo, acompanhamento, e auto-estudo. A intenção é ampliar e reforçar os aspectos que irão influenciar mais o desenvolvimento da tese.

Método de avaliação

A avaliação será efectuada através da realização de um trabalho final (breve estudo de investigação), eventualmente aplicado a um sistema real de trabalho. O relatório escrito deve, na medida do possível, apoiar a “revisão da literatura” e “estado da arte” da tese de doutoramento onde vai estar integrado. Para além da componente escrita, o trabalho poderá estar sujeito a apresentação e discussão oral. Dependendo do número de alunos, o trabalho pode ser um único individual ou vários trabalhos de grupo.

Conteúdo

1. Modelos de Gestão da Segurança Industrial e da vertente Segurança, Higiene e Saúde do Trabalho (SHST). Prevenção de Acidentes Industriais Graves (AIG). Directivas Seveso e ATEX Custos da Segurança. Indicadores de monitorização e de desempenho na gestão da segurança. 
2. Estatística/Fiabilidade na avaliação do risco. Álgebra Boleana e Probabilidades. Fiabilidade e Falha. Diagramas de Blocos. Diagramas fiabilidade vs. árvores de falhas. Elementos de fiabilidade humana (HRA).
3. Avaliação de Risco (qualitativa e quantitativa). Métodos e Normas. Barreiras de Segurança: classificação e eficácia. Hierarquia das medidas de segurança. Comunicação do risco. Critérios de aceitabilidade do risco e princípio ALARP na gestão do risco. Análise Custo-Benefício. 
4. Análise de Acidentes e feedback: avaliação do risco e aprendizagem organizacional. Métodos. Sistemas Europeus harmonizados de classificação (acidentes e doenças profissionais).

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: