Deteção Remota

Objectivos

O objectivo geral é a transmissão dos fundamentos teóricos e experiência técnica para a interpretação, processamento e extracção de informação geológica da superfície terrestre adquirida  através de métodos de observação indirecta (fotografia aérea e imagens de satélite).

Os objectivos específicos são: (i) dotar o aluno de conhecimentos para a interpretação tridimensional de estruturas geomorfológicas e lito-estratigráficas da superfície através da interpretação de fotografias aéreas e; (ii) dotar o aluno dos conhecimentos para a extracção de informação base da superfície terrestre, através de técnicas específicas de processamento de imagem aplicadas a imagens de satélite para observação da terra.

Pretende-se que os alunos adquiram competências em interpretação de imagens aéreas e análise de imagens de satélite preparando-os para disciplinas das áreas da Geologia Aplicada e Geologia de Engenharia. Serve também como instrumento fundamental de apoio à disciplina de Cartografia Geológica.

Caracterização geral

Código

10670

Créditos

6.0

Professor responsável

Alexandre Daniel Vila Verde dos Santos, José Carlos Ribeiro Kullberg

Horas

Semanais - 4

Totais - 14

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Aconselha-se a frequência desta disciplina após aprovação nas disciplinas de Geologia Geral, Topografia e Geologia de Campo, Sistemas de representação geológica e geográfica e Geologia Estrutural.

Bibliografia

M. RICCI & S. PETRI (1965) - Principios de aerofotogrametria e interpretação geológica. Comp. Ed. Nac., São Paulo.

P. STRAIN & F. ENGLE (1992) - A Terra vista do espaço. Turner Publishing Inc., Atlanta.
Manuel photo - interprétation. Ed. Technip, Paris, 1970.

T. LILLESAND & R. KIEFER (1994) - Remote sensing and image interpretation. John Wiley &Sons, New York, 3ª ed.

Fernández-Prieto, D.; Sabia, R. (2013) - Remote Sensing Advances for Earth System Science.  Springer, 103 p. ISBN 978-3-642-32521-2

Khorram, S., Koch, F.H., van der Wiele, C.F., Nelson, S.A.C. (2012) - Remote Sensing. Springer, 134 p. ISBN 978-1-4614-3103-9

Método de ensino

Na disciplina são utilizados diferentes métodos de ensino, a saber:

- Ensino tutorial, tradicional, correspondendo a componente lectiva presencial prevista no calendário escolar, para as componentes teórica e teórico-prática.

- Ensino assistido, não presencial, utilizando como ferramenta de comunicação o Moodle, onde o aluno contacta o docente para colocar dúvidas. Esta componente não substitui as horas convencionais semanais destinadas a dúvidas, previstas na Lei.

Método de avaliação

O programa da disciplina, e respectiva avaliação, tem 2 blocos de matéria distintos:

            1 – Fotogeologia;

            2 – Processamento de imagens de satélite.

A avaliação da disciplina tem duas componentes:

-contínua: os alunos têm de realizar 2 mini-teste e resolver exercícios práticos principalmente realizados durante as aulas e entregues para avaliação (componente de Processamento de imagens de satélite). Os primeiro mini-teste tem uma componente teórica (MT1), escrita, e a fotointerpretação geológica de uma fotografia aérea. (MP1), referente à avaliação dos conteúdos de Fotogeologia. A componente de “satélites” é avaliada por um mini-teste teórico-prático (MT2) e um conjunto de exercícios práticos (EP); este corresponde ao somatório de exercícios práticos realizados nas aulas, terminados em autonomia. A entrega de pelo menos 4 destes 5 exercícios é condição de frequência à disciplina.

- recurso: Os alunos com frequência podem realizar apenas o(s) mini-teste(s) a que não tenha(m) obtido uma classificação mínima de 6 valores (em 20).

A classificação final (CF) é obtida da seguinte forma:

            CF = 0,20MT1 + 0,30MP1 + 0,20MT2 + 0,30EP

Conteúdo

O conteúdo da disciplina divide-se em duas partes: Fotogeologia (7 aulas teóricas e teórico-práticas) e Satélites (7 aulas teóricas e teórico-práticas)

1ª Parte – Fotogeologia – Conceitos fundamentais sobre fotogeologia e interpretação fotogeológica. Conceitos e métodos de observação estereoscópica. Critérios de identificação de coberturas (forma, tom, textura e rede hidrográfica). Características fotogeológicas dos diferentes tipos de rochas.

Prática - Interpretação de fotografias aéreas analógica com recurso a estereoscópio e de fotografia aérea digital com o software específico.

2ª Parte – Satélites e veículoas áreos náo tripulados – Conceitos fundamentais: radiação electromagnética. Resposta espectral das principais coberturas da superfície terrestre. Satélites de Observação da Terra. Sistemas passivos e sistemas activos. Sensores ópticos e de micro-ondas. Estrutura de uma imagem digital. Características das principais imagens e aplicação às Ciências da Terra . Técnicas de processamento digital: calculo de índices, classificação espectral de imagens.

Prática - Processamento e classificação de imagens de satélite Landsat/Sentinel 2 com software específico.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: