Geologia de Engenharia

Objectivos

Os alunos com aprovação nas matérias leccionadas deverão dominar conceitos básicos de Geologia de Engenharia, as classificações geotécnicas de solos, de rochas e de maciços rochosos, bem como serem capazes de realizar uma primeira abordagem à condução dos estudos geotécnicos para os principais tipos de obras.

Caracterização geral

Código

7719

Créditos

6.0

Professor responsável

Ana Paula Fernandes da Silva, Pedro Calé da Cunha Lamas

Horas

Semanais - 4

Totais - 60

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Aconselha-se a frequência prévia de Geofísica e de Prospecção Mecânica.

É obrigatória a presença dos alunos em dois terços das aulas práticas, no mínimo, salvo se estiverem inscritos ao abrigo de estatuto especial.

Bibliografia

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA de GEOLOGIA DE ENGENHARIA (1998) - Geologia de Engenharia. Páginas e Letras, Editora Gráfica, São Paulo.

HOEK E., KAISER P. K. & BAWDEN W. F. (1995) - Support of underground excavations in hard rock, A. A. Balkema, Rotterdam, pp. 27-56 e 127-164.

INTERNATIONAL SOCIETY FOR ROCK MECHANICS (1977) - Suggested methods for the quantitative description of discontinuities in rock masses. Commission on Standardization of Laboratory and Field Tests, Lisbon.

INTERNATIONAL SOCIETY FOR ROCK MECHANICS (1981) - Basic geotechnical description of rock masses. Commission on Classification of Rock and Rock Masses, Document n. 1, Lisbon.

 JOHNSON, R.B. & De GRAFF, J.V. (1988) – Principles of Engineering Geology, John Wiley & Sons, New York.

VALLEJO L. I. G. (ed.), (2002) - Ingenieria geologica. Prentice Hall, Madrid.

Método de ensino

essões teóricas com apoio de meios audiovisuais.

Sessões práticas incluindo trabalhos de laboratório, resolução de problemas e visitas de estudo.

Método de avaliação

A nota final será dada pela soma dos resultados das seguintes componentes de avaliação:

1 - Avaliação Teórico-Prática (total de 75% da nota final): Dois testes, o primeiro com o peso de 35% e o segundo com o peso de 40% da nota final. Classificação mínima de 9,0 valores em 20 (sem arredondamentos) para a totalidade dos testes; alternativamente, será realizado exame de recurso.

2 - Avaliação laboratorial: relatório dos trabalhos práticos realizados em laboratório (15% da nota final); Para que a assinatura como autor/co-autor do trabalho seja aceite, é obrigatória a participação nas aulas práticas correspondentes.

3 - Avaliação sumativa de 5 exercícios a realizar em período extra-horário (10% da nota final)

Aprovação à u.c. no caso de nota final igual ou superior a 10 valores

Exige-se a presença em pelo menos 2/3 das aulas práticas.

Conteúdo

Geologia de Engenharia (GE), Mecânica dos Solos e Mecânica das Rochas - sua evolução histórica e inter-relações. Alguns exemplos históricos de eventos que fizeram evoluir o conhecimento no âmbito da Geotecnia. Conceitos de solo e rocha - a importância da respetiva identificação e previsão de comportamento.

Solos- caracterização para fins de engenharia. Granulometria e plasticidade. Limites de Atterberg. Classificações de solos: textural, Unificada e AASHTO. Tipos de solos e respetivo comportamento geomecânico.

Rochas - caracterização para fins de engenharia. Classificações litológicas simplificadas. Descontinuidades e maciços rochosos (MR) - tipos de descontinuidades e sua influência no comportamento do MR. Diaclases: métodos de estudo. Descrição Geotécnica Básica (BGD) da Sociedade Internacional de Mecânica das Rochas.

Os geossintéticos como geomateriais - tipos e funções. Alguns exemplos de aplicações para fins de engenharia.

Classificações geotécnicas de MR para fins de engenharia civil e mineira - sua evolução histórica. Principais classificações geomecânicas de maciços rochosos - índice RMR e sistema Q e respetivas atualizações - SMR, MRMR, RME, Qtbm. O índice GSI e sua aplicação em função do tipo de maciço rochoso. Correlações entre classificações e estimativa de parâmetros geomecânicos.

Estruturas e infraestruras de engenharia civil e mineiras - breve caracterização e terminologia associada. Estudos de sítios. Fases dos estudos e dos projetos - objetivos, IGNOREes de informação, métodos de estudo e conteúdo dos relatórios. Zonamento geotécnico dos terrenos em estudo - sua cartografia. Principais métodos de caracterização - no campo e em laboratório. Registos de ensaios de laboratório e de campo - respetiva interpretação.

Controlo de qualidade - alguns exemplos. O papel do engenheiro geólogo na construção de aterros.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: