Bioética

Objectivos

A disciplina tem por objectivo:

1. Conduzir os alunos a interrogarem-se sobre a natureza e a extensão das relações entre a tecnociência, a bioética e a sociedade no mundo actual;

2. Catalisar a reflexão crítica dos alunos sobre a sua futura experiência profissional, desenvolvendo uma cidadania activa;

3. Aumentar a capacidade de decisão e adaptação dos alunos a um mundo dinâmico, em constante mudança.

Pretende-se assim, no âmbito da aquisição de conhecimentos, que os alunos sejam capazes de:

  1. Dominar conceitos fundamentais para a análise das inter-relações entre ciência, tecnologia e sociedade, numa perspectiva bioética.
  2. Compreender a posição da bioética com o tecido social e cultural, enquadrando diferentes modelos de decisão adaptados a cada contexto;

E no contexto da aquisição de competências, que consigam:

  1. Compreender a dinâmica das relações estabelecidas entre a bioética, a tecnociência e o todo-social, em diferentes contextos geográficos e geopolíticos à escala mundial
  2. Desenvolver o sentido de responsabilidade ética na tomada de decisões

Relacionar a prática profissional com a cidania informada e activa.

Caracterização geral

Código

10828

Créditos

3.0

Professor responsável

Isabel Maria da Silva Pereira Amaral

Horas

Semanais - 2

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A disponibilizar brevemente

Bibliografia

• John D. Arras & Elizabeth Fenton (2018), The Routledge Companion to bioethics (Routledge PhilisophyCompanions).

• Allen Buchanan (2017), BetterthanHuman: the promise and perils of biomedical enhancement(philosophy in action), Oxford University Press.

• Padma Mambisan (2017), An Introduction to Ethical, Safety and Intellectual Property Rights Issues in Biotechnology , Academic Press.

• Helga Kruse & Udo Schuklenk, (2015), Bioethics: an anthology, Blackwell Publishing, USA.

• Pedro Galvão (2015), Ética com razões, Fundação Francisco Manuel dos Santos. • Cristina Beckert(2012), Ética. Lisboa: CFUL.

• Donna Dickwenson (2012), All that Matters, McGraw Hill, London.

• Ben Mepham, (2008), Bioethics, an introduction for the biosciences, Oxford University Press, Oxford.

Método de ensino

A disponibilizar brevemente

Método de avaliação

A disponibilizar brevemente

Conteúdo

1. Introdução à bioética: natureza e história

  • A vida: formas, origem e sentido

2. O estado de arte em bioética global – (a bioética aplicada à biotecnologia e à medicina)

3. Os grandes paradigmas da bioética ocidental (modelo teleológico, deontológico e utilitarista)

4. Códigos de investigação científica e normas de conduta no contexto internacional – a utilização de populações-alvo na investigação biológica, clínica e terapêutica

  • Código de Nuremberg
  • Declaração de Helsinquia e seguintes
  • Relatório Belmont
  • Comissões de Bioética e Direitos Humanos no contexto internacional (UNESCO, ONU, OMS e CICOM)
  • Implementação local das directrizes internacionais – o caso português

5.O debate sobre o principio e o fim da vida humana (interrupção voluntária da gravidez e eutanásia) numa perspectiva interdisciplinar

6. A utilização dos animais em experiências laboratoriais – bioética animal

7. O lugar da bioética nos diferentes rostos da humanidade – “biologia da pobreza” e sustentabilidade

8. É possível utilizar a biotecnologia e tudo o que ela pode oferecer para progresso da humanidade?

  • Patentes de genes, determinismo biológico e eugenia

9. Debates contemporâneos – estudos de caso:

  1. Sexualidade e procriação humana (infertilidade e “barrigas de aluguer”)
  2. Manipulação e selecção genética (diagnóstico pré-natal, tecnologias de melhoramento da espécie humana, terapia genética)
  3. Investigação em embriões humanos (Fertilização in vitro, clonagem e investigação em células estaminais embrionárias)
  4. Organismos geneticamente modificados e agricultura biotecnológica
  5. Transplante de órgãos

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: