Química Bioorgânica

Objetivos educativos

A Química Bioorgânica é uma área emergente na interface entre a biologia, a bioquímica, a biotecnologia e a química orgânica dita tradicional. O Mestrado em Química Bioorgânica surge como resposta à necessidade de formação de novos recursos humanos, nas sociedades portuguesa e europeia, criada com o recente desenvolvimento de empresas ligadas às áreas de química fina, biotecnologia e farmacêutica. O curso pretende formar profissionais competentes nas áreas de análise, caracterização e desenvolvimento inteligente de novos fármacos e biomateriais, racionalização da interacção de drogas com sistemas biológicos e desenho de novos materiais e metodologias sintéticas mais eficientes e amigas do ambiente.

Os estudantes terão uma formação interdisciplinar, nomeadamente nas seguintes áreas temáticas:  

  • Síntese orgânica de compostos bioactivos
  • Química medicinal
  • Química computacional
  • Química forense
  • Química supramolecular e nanoquímica
  • Química radicalar
  • Catálise química
  • Análise estrutural e técnicas analíticas

Caracterização geral

Código

949

Ciclo

Mestrado (2.º Ciclo)

Grau

Mestre

Acesso a outros cursos

Acesso ao 3.º ciclo

Coordenador

Paula Cristina de Sério Branco

Data de abertura

Setembro

Número de vagas

30

Propinas

1063,47 Euros/ano ou 7000,00 Euros/ano (para estudantes estrangeiros).

O pagamento pode ser feito em 3 prestações.

Horários

Diurno

Requisitos para obtenção do grau ou diploma

Duração: 2 anos

Créditos totais: 120 ECTS

Área científica Sigla Créditos (ECTS)
Obrigatórios Optativos
Química Q 105 -
Bioquímica / Engenharia Química / Engenharia Sanitária / Química / Segurança Alimentar Bq / EQ / ES / Q / SA   - 6
Competências Complementares CC   3  -
Qualquer Área Científica    QAC  -  6 a)
TOTAL 108 12

 a) 6 créditos ECTS em unidades curriculares escolhidas pelo estudante numa lista, aprovada anualmente pelo Conselho Científico da FCT/UNL, que inclui unidades de todas as áreas científicas da FCT/UNL.

Condições de acesso

A disponibilizar brevemente

Regras de avaliação

A avaliação de todas as UC é contínua para todas as componentes que a integrarem, tendo obrigatoriamente de estar concluída até ao último dia do período de aulas do semestre letivo.

A avaliação contínua de uma UC tem de incluir um mínimo de três elementos no conjunto das componentes de avaliação, em datas adequadamente espaçadas ao longo do período de aulas.

Todas as UC com componente de avaliação teórico-prática têm de prever, supletivamente, uma forma de avaliação desta componente por exame, a realizar após o período de aulas (Exame de Recurso).

Todos os requisitos e condições respeitantes à avaliação das UC, nomeadamente os pesos e classificações mínimas, caso existam, de cada componente, bem como as condições de Frequência, são definidas a priori e, obrigatoriamente, publicados na Ficha da Disciplina.  

Para cada UC são admitidas combinações de três componentes de avaliação: (i) Avaliação teórico-prática; (ii) Avaliação laboratorial ou de projeto; (iii) Avaliação sumativa.

A disciplina de Dissertação (ou Projeto) compreende uma discussão pública com Júri, de acordo com lei.

Ver Regulamento de Avaliação de Conhecimentos (Licenciaturas, Mestrados Integrados e Mestrados)

Estrutura