Pedagogia e Didática da Matemática I

Objectivos

 • Desenvolver um conjunto de ferramentas conceptuais relevantes para o processo de ensino-aprendizagem da Matemática;

 • Proporcionar a integração de diversos saberes disciplinares, tornando-os relevantes para a prática profissional;

 • Desenvolver a capacidade de análise e reflexão sobre o currículo, as situações de ensino-aprendizagem da Matemática e sobre os problemas da prática profissional;

 • Proporcionar contextos relevantes para a prática profissional futura e onde seja possível desenvolver a capacidade de trabalhar cooperativamente.

 

Caracterização geral

Código

11527

Créditos

6.0

Professor responsável

Helena Cristina Oitavem Fonseca da Rocha

Horas

Semanais - 5

Totais - 66

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A frequência desta disciplina pressupõe que o aluno domina os conhecimentos matemáticos adequados.

Bibliografia

Abrantes, P., Serrazina, L. & Oliveira, I. (1999). A Matemática na Educação Básica. Lisboa:

Ministério da Educação – DEB.

Davis, P. J., & Hersh, R. (1986/1995). A experiência matemática. Lisboa: Gradiva.

Matos, J. M., e Serrazina, M. L. (1996). Didáctica da Matemática. Lisboa: Universidade Aberta.

National Council of Teachers of Mathematics. (1991). Normas para o currículo e a avaliação em

matemática escolar. Lisboa: APM/IIE.

Pacheco, J. A. (2001). Currículo: Teoria e práxis (2ª edição ed.). Porto: Porto Editora.

Poincaré, H. (1988). Intuição e lógica em Matemática. Em APM (Ed.),

Cadernos de Educação e Matemática — A natureza da Matemática (pp. 7-16). Lisboa: APM.

Santos, L. (2003). A avaliação em documentos orientadores para o ensino da matemática: uma

análise sucinta. Quadrante, 12(1), 7-20.

Programas de Matemática em vigor

Neves, Maria Augusta Ferreira e outros, (2011) Matemática 7,8, 9, Porto Editora 

Neves, Maria Augusta Ferreira e outros, (2011) Matemática A 10, 11 Porto Editora 

Método de ensino

Será adotado um conjunto diversificado de metodologias de ensino que incluirá:

- Apresentação de algumas ideias ou teorias relavantes para as temáticas em estudo, reflexão critica sobre estas e discussão do potencial que encerram;

- Leitura crítica de textos de autores relevantes ou produzidos pelos alunos e discussão dos contributos que podem trazer à futura prática profissional dos alunos;

- Análise de tarefas matemáticas com caraterísticas distintas e discussão das suas potencialidades para o ensino da Matemática, bem como da diversidade existente entre estas;

- Simulação de aulas pelos alunos (momentos de implementação de tarefas matemáticas previamente preparadas pelos alunos) e sua análise e discussão.

Método de avaliação

A avaliação será contínua e terá por base:

- A participação dos alunos no trabalho da aula;

- A discussão de textos e elaboração de reflexões orais e escritas sobre estes;

- Trabalhos escritos sobre temas do programa, sua apresentação oral e discussão;

-  A discussão de alguns conteúdos programáticos e possíveis abordagens didácticas;

- A resolução de tarefas diversas com apresentação de possíveis abordagens didácticas;

-Trabalhos escritos sobre abordagens didáticas de conteúdos programáticos, sua apresentação oral e discussão.

- Simulação de aulas tendo por base tarefas previamente preparadas.

Mais concretamente a avaliação incluirá duas vertentes.

  • Na vertente A, a avaliação terá por base a realização de dois trabalhos sobre temas do programa da UC indicados pela docente e a sua apresentação e discussão em sala de aula. Incluirá ainda a participação na discussão de todos os temas do programa da UC abordados ao longo do semestre. A classificação desta vertente será global, sendo disponibilizada ao aluno no final do semestre e terá um peso de 50% na classificação da UC.
  • Na vertente B, a avaliação terá por base a realização de dois trabalhos incidindo sobre a planificação de duas aulas com base em duas tarefas (que não sejam exercícios ou conjuntos de exercícios) incidindo especificamente sobre o mesmo tópico matemático de um nível de escolaridade do 7.º ao 12.º ano, a apresentação e discussão em sala de aula dessa planificação e a simulação para os colegas de uma das aulas preparadas. A classificação desta vertente será global, sendo disponibilizada ao aluno no final do semestre e terá um peso de 50% na classificação da UC.

É condição necessária para a aprovação na UC a presença efetiva num mínimo de 2/3 das horas de aula.

Alunos que comprovadamente se encontrem impossibilitados de comparecer regularmente às aulas e que possuam o correspondente estatuto legalmente reconhecido terão que realizar obrigatoriamente as vertentes A e B da avaliação e adicionalmente realizarão pequenos trabalhos escritos sobre cada um dos temas da UC e participarão obrigatoriamente na discussão de cada tema na plataforma Moodle. Em caso de realização da disciplina na época de recurso a vertente A será substituída pela realização de um exame que terá um peso de 50% na classificação final. A vertente B será a realizada ao longo do semestre mantendo o peso na classificação de 50%.


Para informação mais detalhada consultar a página do moodle da disciplina.

Conteúdo

A. A natureza da matemática

B. Finalidades do ensino da matemática

C. Aprendizagem da matemática

D. A aula de matemática

E. Matemática e resolução de problemas

F. Investigações matemáticas

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: