Introdução às Telecomunicações

Objectivos

Pretende-se que os alunos adquiram conhecimentos sobre as modulações clássicas, nomeadamente PCM, AM, FM, e modulações digitais; e também sobre as formas básicas de multiplexagem (no tempo e em frequência).Pretende-se que os alunos se sintam confortáveis com as descrições no tempo e na frequência de sinais e sistemas, assim como com as noções de largura de banda, amostragem de um sinal, e densidade espectral de sinais.No caminho para estes objectivos os alunos devem perceber funcionalmente os propósitos de dispositivos electrónicos como filtros, multiplicadores, sample-and-hold, etc. A componente laboratorial serve para os alunos terem um contacto directo com sistemas que executam os assuntos estudados na parte teórica.

Caracterização geral

Código

10479

Créditos

6.0

Professor responsável

Paulo da Costa Luís da Fonseca Pinto, Rui Miguel Henriques Dias Morgado Dinis

Horas

Semanais - 5

Totais - 65

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A disponibilizar brevemente

Bibliografia

Paulo da Fonseca Pinto, Folhas da disciplina, 2004/2005


Simon Haykin, Michael Moher, “An Introduction to Analog and Digital Communications”, John Wiley, 2006

Ian Glover e Peter Grant, “Digital Communications”, Prentice-Hall, 1998


Andrew Tanenbaum, “Computer Networks”, 4ª Edição, Prentice-Hall, 2003

Método de ensino

A disciplina consiste em duas aulas teórico-práticas semanais, com duração de uma hora e meia (contemplam a realização de 3 minitestes ao longo do semestre). Na componente laboratorial, com uma aula semanal de duas horas, são realizados 8 trabalhos práticos, estando os grupos limitados a dois alunos.

Método de avaliação

 1. Regra Geral

A avaliação é composta por uma parte teórica e uma parte prática.      

* É obrigatório ter um mínimo de 9,5 valores tanto na parte teórica como na parte prática.      

* A classificação final dos alunos aprovados (na Época Normal, de Recurso ou Especial) é ponderada em 75% pela parte teórica e 25% pela parte prática.  

2. Parte teórica

A avaliação da parte teórica pode ser distribuída ou centralizada:       

* Avaliação distribuída - consiste na execução de três (3) testes e 3 mini-testes.

Na data do exame de época normal é possível repescar o 2º ou o 3º teste sujeito a convite pelo corpo docente. A classificação teórica é obtida segundo a seguinte fórmula 

              class_teorica = (15% 1º teste + 30% 2º teste + 30% 3º teste)*100/75

Se a média dos mini-testes for superior em 2 ou mais valores à class_teorica, esta aumenta um valor.
     

* Avaliação centralizada - consiste na execução de um exame final, em que a nota da parte teórica é a nota do exame. Os alunos em avaliação distribuída podem usar o exame final para os casos em que reprovaram ou que queiram fazer melhoria de nota.  

2.1. Número de mini-testes, testes e exames:     

. 3 Testes ao longo do semestre    

. 3 Mini-Testes

. 1 Exame   

2.2. Matéria para os testes e mini-testes:          

1º Teste – Introdução e séries de Fourier

 2º Teste – Análise de Fourier

3º Teste –  PCM, AM, DSB, PM, FM, Digital Modulations

Na data do primeiro exame de época normal é possível repescar o 2º ou 3º teste mediante convite   

3. Parte Laboratorial

A parte laboratorial consiste em um 8 trabalhos de avaliação. A avaliação da parte laboratorial consiste numa análise contínua do desempenho do aluno na execução nas aulas dos trabalhos. Na análise contínua inclui-se a preparação prévia de cada trabalho,  o cumprimento das metas intermédias indicadas nos enunciados e a divisão equitativa do trabalho a efectuar pelos elementos do grupo. 

4. Assiduidade às aulas de laboratório

As aulas de laboratório têm as presenças dos alunos controladas. Existem as seguintes regras para a assiduidade às aulas de laboratório:                      

1ª falta – tolerada                     

2ª falta – Nota limite máxima de laboratório = 14   

3ª falta – Nota limite máxima da disciplina = 12                     

4ª falta – Reprovação na disciplina  

5. Congelamento de classificações 

No caso de um aluno obter aprovação na parte laboratorial ou na parte teórica, essa classificação ficará congelada por dois anos lectivos. Caso não obtenha aprovação entretanto, terá novamente de efectuar essa parte da disciplina.  

6. Admissão a Época Especial

O exame de época especial só pode ser feito por alunos com aproveitamento na parte laboratorial.  

7. Lançamento de Notas      

* Ausente --- A        Aluno que não se inscreveu nos turnos de laboratório se não tiver ainda nota válida, ou tendo nota válida não apareceu a nenhuma prova teórica.      

* Excluído --- E        Aluno que ao inscrever-se no laboratório faltou a mais aulas do que permitido.      

* Faltou --- F         Aluno que estando regular na parte laboratorial não cumpriu a totalidade das avaliações teóricas (faltou a algum teste e exame final).      

* Reprovado --- R        Aluno que está regular numa das partes, executou a totalidade da outra, mas não teve aprovação. Ou executou as duas partes e não obteve aprovação numa, ou nas duas.     

* Aprovado --- de 10 a 20        Aluno que obteve aprovação às duas partes da disciplina.

Conteúdo

 Introdução
         Panorâmica geral da matéria
 

Sistemas e Sinais

         Análise de Fourier

         Filtragem e Distorção de Sinal

         Densidade Espectral e Correlação

Modulação Por Pulsos
             PCM

Amostragem

Quantização

Codificação/regeneração

DPCM

Modulação Delta 

Modulações Analógicas


         Modulação de Amplitude

         Modulação de Ângulo e frequência

Modulações digitais
 

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: